Depois de rumores no final de semana, a Global Payments, enorme processadora internacional de cartões de crédito, anunciou que sofreu uma violação de segurança. Hackers conseguiram adquirir dados de até 1,5 milhões de contas na América do Norte.

O Wall Street Journal informa que os hackers roubaram 1,5 milhão de números de cartão “e outras informações-chave”; estes dados podem ser usados para criar cartões falsificados. A Visa parou de usar os serviços da empresa, que age como intermediária, devido ao problema. Apesar de dados de cartão e conta terem sido exportados de servidores da Global Payment, acredita-se que os criminosos não conseguiram os nomes, endereços ou números de seguridade social dos donos dos cartões.

Um porta-voz da Global Payments disse ao WSJ que “[b]aseados na análise forense mais recente, monitoramento de rede e medidas adicionais de segurança, a empresa acredita que este incidente foi contido”. A GP disse, no entanto, que a informação roubada seria o bastante para realizar compras online, ou clonar cartões para fraude em lojas.

A movimentação da Visa em interromper o uso da Global Payments é grande e raro na indústria, sinalizando uma completa falta de confiança. Ainda não está claro se outras empresas vão fazer o mesmo: a Mastercard disse que “vai considerar ações apropriadas”. Desde sexta-feira, bancos americanos estão tomando um cuidado extra, monitorando contas para identificar atividades suspeitas. [Wall Street Journal]