Há quem defenda que no futuro o ensino de programação será feito nas escolas e que crianças aprenderão códigos logo cedo. E há quem já quer sair na frente ao criar livros de programação voltados para o público infantil, como o caso de Linda Liukas.

Liukas lançou uma campanha no Kickstarter com o objetivo de juntar US$ 10.000 para o livro “Hello Ruby”, com 32 páginas recheadas de histórias infantis que ensinam o básico da programação. Em pouco mais de três horas, ela atingiu o objetivo. E, no começo da tarde do dia 23 de janeiro, faltando 29 dias para encerrar a campanha, ela já havia arrecadado o triplo do que queria: US$ 32.000.

Screen-Shot-2014-01-23-at-15.32.08-e1390484018248

Como ela mesma descreve o livro na campanha do Kickstarter, a ideia é “combinar software com narração. Quero escrever e ilustrar um livro para crianças pequenas sobre o mundo mágico da tecnologia”. E, quem sabe, despertar o interesse no mundo da programação desde cedo.

Veja como ela descreve a história de Ruby (nós incluímos os links no meio do texto):

Ruby é uma pequena garota com uma enorme imaginação. Ela vai para o seu pequeno mundo enquanto seu pai está viajando. Em suas aventuras, Ruby faz amizades com um Leopardo-das-neves, visita castelos feitos de janelas, e resolve problemas com pinguins sábios. Ela cozinha com robôs verdes e faz festas com… bem, se você quiser saber o resto da história, preciso da sua ajuda.

O mundo de Ruby é uma extensão da forma como eu vejo tecnologia. Ele vai muito além dos bits e bytes de dentro de um computador. Esta é uma história sobre o que acontece entre os zeros e uns, entre as matrizes e if/elses.”

9796daaa34b2501bbcf10a4e9c44e5e0_large

Apresentar o mundo da programação para quem não é familiarizado com o tema não deve ser um desafio para Liukas – ela é cofundadora do Railsgirls, uma organização sem fins lucrativos que ensina programação para mulheres ao redor do mundo.

Caso você tenha interesse na ideia, ainda é possível contribuir com o projeto. A ideia é que o livro seja lançado em agosto. Inicialmente ela planejava uma tiragem de 1000 cópias – mas, com o dinheiro extra já arrecadado, é bem provável que saia muito mais do que isso. [Kickstarter via ArcticStartup]