É difícil apontar o que eu mais gostei no Ice Cream Sandwich. Na verdade a ideia de um pacote mais coeso, bonito e simplificado chama mais a atenção do que os outros pequenos detalhes bacanas. Mas ali no meio da apresentação, a plateia foi ao delírio quando eles demonstraram a câmera do Galaxy Nexus. Foi bem impressionante.

 

Câmera

“A melhor câmera é a que está com você”, disse Matias Duarte, focando nos pontos-chave da câmera do Galaxy Nexus: ela é prática, rápida e versátil. As pessoas ficaram meio desapontadas quando descobriram com o vazamento que o sensor do novo Android top teria só 5MP. Mas como já dissemos 80 mil vezes, a quantidade de pixels é só um pedaço da história. A nova câmera, acionável pela lock-screen é insanamente rápida: Hugo Barras demonstrou o smartphone tirando umas 4 ou 5 fotos em 2 segundos. Pode ser que o ato de tirar foto seja separado da “revelação” (como no Camera+) para iOS, mas o que importa é que de tirar o fone do bolso a focar e tirar foto deve se passar uns 3 segundos. É claro que algumas fotos não ficaram em foco e o pessoal que colocou a mão no negócio viu mais lag do que na concorrência para o “touch do focus”, por exemplo. Mas de todo modo é um desenvolvimento bem interessante, que sai um pouco da boba briga dos megapixels. O app da câmera foi renovado como um todo e há um modo panorama que pareceu funcionar muito bem.

Filmadora

A câmera do Galaxy Nexus é capaz de fazer filmes em 1080p a 30 FPS, o que está virando um padrão. Mas há alguns truques como fazer videos em timelapse (o da demo era espetacular, numa praia à meia-luz), dar zoom durante a filmagem. Ainda haverá um programinha para brincar com o videochat, deformando a cara da pessoa ou trocando o fundo, para animar seus Hangouts.

Galeria

Outra bela redesenhada, a galeria agora parece um bocadinho com a do Windows Phone 7. As fotos são separadas automagicamente por pessoas e lugares. Além disso, ao abrir uma foto, é possível fazer ajustes rápidos (mantendo o arquivo original) e aplicar filtros ao estilo Instagram. Quando você estiver satisfeito com a foto, basta tocar em um dos ícones de redes sociais para compartilhar – ou aguardar o upload automático para a sua pasta no Google+. Tudo muito, muito rápido e bonito.

Screenshots
Para fazer uma simples captura de tela no Android, é preciso rootear o aparelho e instalar um app específico (ou ter um Galaxy recente). Com o ICS, a funcionalidade que é extremamente útil para desenvolvedores (e jornalistas que cobrem apps) vira universal. YAY!

ATUALIZADO: A câmera em si
Bem, se o app da câmera e a velocidade parecem bem incríveis as primeiras imagens de hands-on não são muito animadoras em relação à qualidade de imagens. Tanto o This is My Next quanto o Engadget tem galerias. Vamos torcer para que seja a fumaça de Hong Kong.