O último rumor do Wall Street Journal a respeito do iPhone 8 – provavelmente o último grande rumor antes que o aparelho seja anunciado no dia 12 de setembro – diz que a edição de décimo aniversário do telefone da Apple não terá Touch ID, o que significa que as suas impressões digitais não serão utilizadas para desbloquear o celular.

• O que a Apple pode anunciar no iPhone Day 2017
• Apple: novos iPhones serão anunciados em 12 de setembro

Quando as imagens do novo iPhone começaram as vazar, ficou claro que o tradicional botão home tinha sido eliminado. Em vez dele, de acordo com o WSJ, a Apple focou em incorporar um sensor touch no vidro utilizando uma tecnologia ultrassônica. Essa tecnologia, que é muito nova e incipiente comparada à tecnologia de sensor capacitivo sensível a toque que está atualmente nos iPhones, é realmente difícil de se implementar consistentemente em dispositivos produzidos em massa como o iPhone.

No ano passado a Qualcomm anunciou que tinha uma versão dos sensores de impressão digital ultrassônicos disponíveis para o uso em celulares, mas a tecnologia era tão prematura que só funcionaria por meio de um certo nível de profundidade do vidro. Metal, materiais encontrados em displays LED e OLeD e vidros mais grossos eram todos incompatíveis com o sensor. Foi só neste ano que a Qualcomm anunciou um sensor de impressões digitais que poderia funcionar com um painel OLED.

A Apple, que não revelou por quanto tempo está trabalhando na tecnologia, aparentemente teve grandes problemas em implementá-la no novo iPhone, então destruiu o plano por completo. “Os usuários irão desbloquear seus celulares utilizando tanto uma senha tradicional ou o que é esperado para ser uma nova funcionalidade de reconhecimento facial”, noticiou o Wall Street Journal.

Mas você pode tomar essa segunda afirmação com uma certa desconfiança. Reconhecimento facial também teve alguns problemas em relação a sua confiabilidade, o que põe em xeque a possibilidade de funcionar de forma realista, levando em consideração a segurança em dispositivos voltados para os consumidores.

Embora saibamos por um bom tempo que a Apple teve alguns problemas na implementação do sensor ultrassônico, ainda existem rumores que apontam que o sensor de digitais apareceria tanto no botão liga/desliga, como acontece nos últimos smartphones Sony Xperia, ou até mesmo no logo da Apple, na traseira do celular.

No entanto, se você olhar para qualquer uma das imagens vazadas de cases de iPhone você perceberá que muitas delas cobrem o botão liga/desliga, a logo da Apple ou até mesmo ambas as coisas. Entre isso e a reportagem do Wall Street Journal, a evidência que começa a prevalecer é que esse pode ser o primeiro iPhone em anos a não ser capaz de desbloquear apenas com um toque. O que é absolutamente estúpido – particularmente se o TouchID através do vidro esteja no horizonte de possibilidade, esperando para nos impressionar quando a Apple finalmente descubra como fazer a coisa funcionar. Tirar completamente o TouchID parece bem possível com as evidências que temos atualmente, mas é uma ideia muito burra.

[Wall Street Journal]

Imagem do topo: Alex Cranz/Gizmodo