É difícil imaginar alguém sorridente ao pagar uma compra, mas é exatamente essa a novidade que o KFC estreou na China. A Ant Financial, subsidiária da Alibaba, está por trás da tecnologia “Smile to Pay” (“Sorria para Pagar”), que, segundo os desenvolvedores, precisa de apenas um ou dois segundos de leitura facial com uma câmera 3D e um “algoritmo de detecção de vivacidade” para identificar a pessoa que está efetuando o pagamento.

• O reconhecimento facial do Galaxy S8 pode ser enganado com uma foto
• Polícia britânica efetua primeira prisão usando van com reconhecimento facial

Além do reconhecimento do sorriso, o cliente precisa digitar seu número de celular, prevenindo-se contra fraudes. Sistemas de reconhecimento facial constantemente levantam dúvidas no público, o que é justificável quando temos uma empresa do calibre da Samsung enfrentando problemas relacionados à tecnologia em um de seus principais produtos. Em março deste ano, falamos sobre como o reconhecimento facial dos novos Galaxy S8 e S8 Plus podia ser facilmente burlado com apenas uma fotografia. O que Jidong Chen, chefe de tecnologia de identificação biométrica da Ant Financial, afirma não ser um problema na tecnologia desenvolvida pela empresa chinesa.

“Evitamos isso ao misturar software e hardware, ligando algoritmos sofisticados com a câmera 3D. Conseguimos prevenir falsificação biométrica”, disse Chen. O algoritmo da Ant Financial detecta sombras e outros traços no rosto da pessoa para ver se quem está de frente para a câmera é de fato uma pessoa, e não apenas uma foto ou vídeo.

O vídeo acima demonstra a tecnologia em funcionamento, com a usuária usando a máquina com diferentes aparências: usando perucas, com maquiagem pesada ou quase sem maquiagem. Em todas as tentativas, a tecnologia funcionou perfeitamente, embora o vídeo claramente traga um ambiente bastante controlado.

Segundo o The Verge, o Smile to Pay foi lançado em 2015, por Jack Ma, fundador da Alibaba, em versão beta. E o desafio não foi simples para chegar ao que vemos agora. “Levar a tecnologia de pagamento por reconhecimento facial para o offline não foi tarefa fácil”, alegou Jidong Chen.

Por enquanto, apenas um restaurante do KFC (na verdade uma versão mais “saudável” do KFC, a K Pro, que vende saladas), na cidade de Hangzhou, recebeu o novo método de pagamento.

[The Verge]