A Amazon lançou hoje o seu novo serviço de assinatura Kindle Unlimited. Por US$ 10 mensais, é possível ter acesso a um catálogo de 600 mil livros digitais nos EUA.

Você encontrará títulos populares como Harry Potter, Senhor dos Anéis e Jogos Vorazes, além de clássicos como 2001: Uma Odisseia no Espaço, contos de Stephen King, e livros de não-ficção como Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes.

Para começar a ler, basta assinar o Kindle Unlimited e clicar no botão “Ler de graça” nos títulos elegíveis. Você pode ler usando o Kindle ou apps para iOS, Android, Blackberry OS, Windows Phone, Windows e Mac, ou através do navegador web.

No entanto, o serviço não é limitado apenas a e-books: você também pode escolher entre 2.000 livros de áudio. A Amazon ainda fornece três meses gratuitos a todo o catálogo de 150.000 audiobooks da Audible (que normalmente custa US$ 14,95 por mês).

Isso tudo parece bom demais para ser verdade – e talvez seja, mesmo. Muitas das grandes editoras americanas – Penguin Random House, Simon & Schuster, HarperCollins, Macmillan e Hachette – não oferecem muito do seu catálogo no Kindle Unlimited. Por isso, não há tantas opções quanto você esperaria. (Assim como no Netflix!)

É que essas editoras já oferecem seu catálogo no Oyster, serviço com 500.000 e-books que custa US$ 9,95 mensais. Lançado em setembro, ele já recebeu o título de “Netflix para livros“. Além disso, a Hachette está brigando com a Amazon sobre o preço de seus e-books, então imagino que ela não esteja ansiosa em cooperar com o Unlimited.

A Amazon já oferecia o serviço Lending Library: você pode escolher entre 500.000 e-books para pegar emprestado, sem data para devolver. No entanto, você só pode alugar um por mês, e é preciso ser assinante do Amazon Prime, que hoje custa US$ 99 por ano (e inclui outros benefícios).

O Kindle Unlimited está disponível, por enquanto, apenas nos EUA. Saiba mais: [Amazon]