Um teste na vida real já mostrou resultados limitados, e agora os cientistas querem mais:

Kasparian responde que resultados de se repetir o experimento nos céus de Berlim sugerem que o efeito pode funcionar sob condições naturais. A equipe dele disparou pulsos no céu de outono, convergindo a 60 metros de altura. Não se podia ver nada a olho nu, mas o LIDAR do tempo, que usa lasers para medir a luz que se dispersa na atmosfera, confirmou que a densidade e tamanho das gotículas de água aumentou quando o laser foi disparado.

E afinal, o que poderia dar errado? Ditadores nefastos e pessoas com bigodes sinistros supostamente alisaram seus bigodes e barbas de forma maligna quando souberam desta notícia. [New Scientist]