Nem parece que faz tanto tempo assim, mas já se passaram 10 anos desde a criação do Last.fm e a rede social lançou um site especial contando um pouco da sua própria história e relembrando o que de mais marcante aconteceu na história da música no último decênio.

Considero o Last.fm uma das redes sociais mais interessantes que tem por aí, mas isso porque gosto muito de música e de estatísticas, e ele é um lugar que consegue juntar essas duas paixões. É também um excelente espaço para conhecer novos artistas, já que recomendações são feitas com base no que você ouve e no que os seus amigos mais gostam, e tem gente que usa ele simplesmente como rádio online (há uma grande quantidade de canções que podem ser ouvidas via streaming, e é um serviço muito bom que é oferecido também no Brasil). Sei que não sou o único que sentiria muito mais falta de uma tabela com o que eu mais ouvi no último ano do que de qualquer coisa do Facebook, mas também compreendo que ela não tem o apelo popular de outros serviços.

De qualquer maneira, o Last.fm criou um site especial e conta o que de mais importante aconteceu nos últimos dez anos no mundo da música e entre os seus usuários. É uma linha do tempo na qual podemos, por exemplo, voltar a junho de 2009 para ver como a morte de Michael Jackson teve impacto no Last.fm: os usuários da rede social chegaram a ouvir 1 milhão de músicas dele por dia.

Além de relembrar outros grandes artistas que morreram no período (e outros nomes importantes da música também, como o DJ britânico John Peel, morto em 2004), a linha do tempo destaca nomes que surgiram na última década (a estreia do The Killers, Arctic Monkeys, a ascensão e morte de Amy Winehouse), alguns episódios inusitados (como o ressurgimento de Rick Astley por causa do Rickrolling, e aquela vez que Kanye West invadiu o palco do VMA em 2009 para protestar contra o prêmio dado a Taylor Swift, alegando que Beyoncé merecia mais). Tudo está registrado na linha do tempo.

E, claro, momentos importantes da história da rede social estão lá: a primeira música ouvida foi My Way, de Nina Simone, no dia 20 de novembro de 2002, e em 17 de janeiro de 2011 a música Drunk and Hot Girls, de Kanye West, se tornou a 50.000.000.000ª (cinquenta bilhões!) a ser ouvida. Em 2005, Audioscrobbler e Last.fm se fundiram e passaram a usar apenas o nome do segundo, e, em 2007, a rede foi comprada pela CBS.

E como não poderia deixar de ser em uma rede que gosta de guardar estatísticas de todos os usuários, o Last.fm também divulgou quais são os artistas mais ouvidos por lá desde a sua criação. Coldplay é o primeiro, seguido por Radiohead, Red Hot Chili Peppers, The Killers e Rihanna. As canções com mais ouvintes são Smells Like Teen Spirit, do Nirvana, Wonderwall, do Oasis, Mr. Brightside, do The Killers, Come As You Are, do Nirvana e Clocks, do Coldplay.

Isso considerando o mundo inteiro. O Last.fm também dividiu a lista por países, e temos algumas diferenças entre o gosto brasileiro e o mundial. A banda mais ouvida continua sendo Coldplay, mas Foo Fighters aparece em segundo, com Oasis em terceiro, Los Hermanos em quarto e The Killers em quinto. Em relação às músicas, Wonderwall do Oasis é a que tem mais ouvintes, seguido por Rehab, de Amy Winehouse, Come as You Are, do Nirvana, Somebody Told Me, do The Killers e Yellow, do Coldplay. É engraçado notar que a primeira canção brasileira a aparecer na lista é Faroeste Caboclo, da Legião Urbana, que está em 21º.

Esse é um resumo do que de mais importante aconteceu na música e no Last.fm nos primeiros dez anos de vida, e esperamos um site tão bacana quando chegar o aniversário de 20 anos. Parabéns! [Last.fm]