Não satisfeitos com o que deve ser a maior descoberta científica da década, os cientistas do Grande Colisor de Hádrons (LHC) continuam a busca por novas partículas – e agora eles encontraram uma que parece ser uma forma completamente nova de matéria.

Uma série de experimentos no LHC confirmaram que a nova partícula chamada Z(4430) de fato existe, e é a maior evidência até agora de uma nova forma de matéria chamada tetraquark. Quarks são partículas subatômicas que, combinadas, formam todas as matérias. Em pares elas formam mésons; em trios, prótons e nêutrons. Tetraquarks são uma combinação hipotética de quatro dessas pequenas coisas – e a Z(4430) era, se existisse, um exemplo disso. Mas ninguém tinha certeza – até agora – de que ela existia ou não.

Sua aparição no LHC muda a história. Pesquisadores do CERN encontraram quase 4000 dessas partículas, o que significa que aqueles que acreditavam que os tetraquarks existiam estão muito animados. Ainda há um longo trabalho a ser feito para entender de uma vez de a Z(4430) é com 100% de certeza um tetraquark, e o que isso pode significar para nós. Mas, enquanto isso, é sempre bom saber que o LHC não se acomodou com suas conquistas anteriores. [arXiv via New Scientist]