O Firefox 7 já foi lançado, e como ele tem um grande foco em desempenho, pensamos que seria o momento ideial para novos testes de velocidade de navegadores. Nós colocamos os quatro navegadores mais populares do Windows uns contra os outros em uma batalha de tempo de abertura, carregamento de abas, JavaScript e uso de memória, e os resultados surpreendem.

ATENÇÃO: Nós já fazemos testes nos navegadores há algum tempo, e temos um bom método que você confere aqui. É uma mistura de medidas cronometradas manualmente com benchmarks automáticos de JavaScript e CSS. Os testes de hoje são inspirados pelo Firefox 7, que procura melhorar sua performance e consumo de memória – duas coisas pelas quais ele vem sendo criticado – então o testamos contra as versões mais recentes do Chrome, Internet Explorer e Opera. Todos os testes foram feitos no Windows, então ignoramos o Safari. Veja que não colocamos mais as versões beta e alpha dos navegadores: se uma versão não-final tiver uma mudança enorme, nós a colocaremos, mas com o Firefox e Chrome adotando um ciclo mais rápido de desenvolvimento, isto só iria misturar e confundir os resultados.

Inicialização “fria” – Vencedor: Opera!

Esta rodada de testes mostra uma variação maior de inicialização fria – ou seja, carregar o navegador pela primeira vez na memória. O Opera abriu muito rápido, enquanto Firefox e Chrome adicionaram mais alguns segundos à espera. O Internet Explorer, como sempre, ficou pra trás, levando quase 11 segundos para abrir. No entando, a inicialização “quente” – basicamente, fechar e abrir de novo o browser – foram próximas o bastante para não merecerem um gráfico próprio.

Carregamento de abas – Vencedor: Opera!

Com nove abas para carregar – do Google.com a Microsoft.com, incluindo as páginas web de cada navegador (Firefox.com, Opera.com etc.) – o Opera ganhou de longe a corrida, com tempo de carregamento de apenas 3 segundos. O Internet Explorer ficou em segundo lugar, enquanto Firefox e Chrome ficaram para trás.

JavaScript – Vencedor: Chrome!

Mais uma vez, o Chrome saiu na frente dos outros navegadores em desempenho de JavaScript. O Firefox leva o distante segundo lugar na suíte Dromaeo (criada pela Mozilla), com IE e Opera um pouco atrás.

DOM/CSS – Vencedor: Opera!

O Opera saiu na frente nos testes de CSS, com o Firefox não muito atrás e o Internet Explorer num distante último lugar. O Chrome, infelizmente, travava no meio dos testes de CSS, mesmo nas versões beta e dev, forçando-nos a desqualificá-lo do teste.

Consumo de memória (sem extensões) – Vencedores: Opera e Firefox!

O Opera sempre teve o objetivo de ser um navegador com baixo consumo de memória, e ele segue em primeiro lugar neste teste, mas quando se colocam nove abas para se abrir, o Firefox surpreendentemente usa a memória de forma mais eficiente que outros navegadores.

Vale notar que estes testes de memória foram bem interessantes: enquanto o IE, Chrome e Opera mantinham estáveis os valores de consumo de memória, o Firefox flutuava um pouco mais. Ele começava com consumo mais alto que o Chrome e IE, que caía depois de alguns segundos para um valor bem menor. Então você pode notar um consumo alto por um segundo ou dois, mas que logo abaixa. Mesmo assim, está claro que o Firefox 7 deixou o consumo exagerado de memória pra bem longe.

Consumo de memória (com cinco extensões) – Vencedores: Opera e Firefox!

Adicionando algumas extensões – as mesmas para os cinco navegadores – mudou pouco a disputa pelo menor consumo de RAM. Cada navegador usou bem mais memória com cinco extensões ativadas (Xmarks, AdBlock/AdBlock Plus, Cooliris, Gmail Checker/Google Mail Checker e LastPass), mas o Opera continuou a usar menos quando foi aberto, e o Firefox teve o menor consumo com nove abas abertas. De novo, o consumo flutuou no Firefox antes de chegar ao primeiro lugar, mas ele chegou lá mesmo assim.

Pontuação geral

Obviamente, há muito mais a se escolher num navegador que velocidade – variedade de extensões, capacidade de personalização etc – mas quando se trata de desempenho, eis como nossos navegadores favoritos se comparam. Nós demos a cada concorrente uma pontuação de acordo com sua classificação em cada teste, somamos os pontos e dividimos pelo número máximo de pontos que cada navegador poderia receber.

1. Opera 11.51: 82%
2. Firefox 7: 73%
3. Internet Explorer 9: 47,5%
4. Chrome 14: 43%

O Opera ainda é o campeão de velocidade, como antes. Os outros navegadores, surpreendentemente, mudaram de posição: o Firefox, tão criticado por ser mais lento e consumir memória demais, saltou para a segunda posição com o Firefox 7, e o Chrome foi aos poucos caindo para o último lugar. Sim, o fato do Chrome não conseguir terminar o teste de CSS provavelmente o empurrou de 3° para 4° lugar, mas no último teste, a versão dev já era mais lenta que a estável – parece que o Google parou de se preocupar com a velocidade, enquanto a concorrência se voltava mais a isso. Espero que eles notem o problema, aprendam com o Firefox e voltem logo a serem rápidos.

Nossos testes não são os mais científicos que existem, mas tentamos obter os números com a maior precisão possível, a fim de mostrar o tipo de experiência e velocidade que você tem em cada navegador. Conte-nos aí embaixo se sua experiência é diferente, ou se a perda de velocidade é compensada pelas funções do navegador.