Eu sou favorável a uma lingerie do tipo oh-sou-uma-menina-má-venha-me-pegar de vez em quando, mas isso não significa que isso possa ser traduzido para lingeries do tipo oh-venha-me-procurar-usando-um-GPS. Não estou nem aí se é bonita ou não — a lingerie tem um transmissor de localização no tecido, e isso é errado.

Desenhada pela brasileira Lucia Lorio, a peça leva a legenda "Ache-me se for capaz". Mas como não ser capaz de encontrar alguém que está com um troço do tamanho de um pager antigo preso no espartilho? O fato do gadget ser impossível de passar desapercebido me faz rir da possibilidade de alguém querer usar isso para fins de espionagem na vida sexual de outrem, e ainda tem o fato da lingerie ser… feia. [The Age via GizmoWatch]