O e-sports já é um grande negócio. E com milhões de dólares investidos em prêmios e patrocínios, fabricantes de periféricos estão começando a investir em equipamentos para essa nova categoria de atletas. Mas ainda que os produtos sejam voltados para gamers profissionais, a gente acaba se beneficiando também.

• Por que o som de cada teclado de computador é tão diferente
• Seu estilo ruim de digitação pode ser tão eficaz quanto a datilografia por toque

O novo G Pro Mechanical Gaming Keyboard da Logitech é inspirado no teclado gamer G810 da empresa, mas para gamers profissionais que viajam o mundo de torneio em torneio, com uma montanha de hardware na bagagem. O G Pro é uma versão mais compacta do Logitech G810, sem o teclado numérico na parte direita, o que dá mais espaço para o mouse e mais espaço na mala.

logitech-teclado-gamer-2Muito espaço entre essas teclas, mas a digitação é muito confortável e responsiva

Em vez de usar switches Cherry, os mais populares entre os teclados mecânicos, o G Pro usa um switch mecânico proprietário, chamado Romer-G, que registra cada toque na tecla muito antes que ela seja pressionada até o fim. O que significa um tempo de resposta mais rápido para gamers que precisam tomar decisões em milésimos de segundo. Para nós, significa uma experiência de digitação completamente diferente daquela que temos com os teclados retos do estilo chiclete, como os do seu notebook.

Tive a chance de testar o G Pro durante uma tarde, e embora tenha levado uns cinco minutos para me acostumar com as teclas gigantescas, teclar nele foi bem prazeroso. As teclas são firmes, mas graças aos switches Romer-G, são tão responsivas como as teclas retas de notebooks. Eu achei que digitar num teclado mecânico me forçaria a digitar só com o dedo indicador, mas o G Pro surpreendentemente me pareceu mais confortável do que os teclados tradicionais que tenho usado há anos. Mas ele não é muito silencioso. Apesar disso, o G Pro não faria os seus colegas de escritório surtarem com o barulho de digitação.

Só não confunda o G Pro Mechanical Gaming Keyboard com um teclado fino, leve e sem fio que a Logitech faz para iPads. Apesar de não ter o teclado numérico, ele ainda é grosso e pesado, graças a uma placa de aço traseira de reforço. E ele também não é sem fio, já que isso iria acrescentar um atraso de resposta desnecessário para os gamers. O cabo USB é reforçado e o conector provavelmente será a última coisa a quebrar nele.

logitech-teclado-gamer-3Você provavelmente nunca precisará trocar esse cabo microUSB

A falta de conectividade Bluetooth e o tamanho do teclado – considerando que a proposta dele é ser compacto e fácil de transportar – parecem ser impeditivos para qualquer pessoa que não seja um gamer profissional. Mas para quem quer passar muitas horas na frente do computador martelando teclas em vez de adversários, a experiência de digitação do G Pro oferece exatamente o que um teclado mecânico promete.

O Logitech G Pro Mechanical Gaming Keyboard deve estar disponível no começo de março, com preço sugerido de US$ 130 (cerca de R$ 410 em conversão direta). Ainda não há previsão para a chegada do produto ao Brasil, mas pelo extenso portfólio de periféricos da empresa no país, é provável que chegue uma hora ou outra.

[Logitech]