A BBC relatou a descoberta de uma carcaça de mamute encontrada bem preservada no gelo da Sibéria por pelo menos 10 mil anos. A carcaça é de um mamute jovem, com cerca de 2 anos e meio, que os pesquisadores batizaram de “Yuka”. Sua carne e até o pelo resistiram surpreendentemente bem enterrados no gelo por milênios. O vídeo do mamute sendo descoberto pode ser visto no site da BBC.

É a pata do mamute?

Os pesquisadores da parceria entre BBC e Discovery dizem que esse adorável animal muito provavelmente interagiu com humanos. Nós provavelmente nos alimentamos deles, “roubando-os” de leões selvagens. A Discovery News cita David Fisher, curador e diretor do Museu de Paleontologia da Universidade de Michigan, dizendo:

“Yuka provavelmente caiu, quebrando uma das suas patas traseiras. Nesse momento, humanos talvez tenha tomado o controle sobre a sua carcaça, cortando boa parte do animal e removendo as partes que eles usariam imediatamente.”

Se as evidências forem confirmadas, estes serão os primeiros restos de mamute a apresentar interação humana. Detalhes da expedição aparecerão no documentário Wooly Mammoth: Secrets of the Ice, que será exibido hoje no Reino Unido e posteriormente em outros países. [BBC, Discovery News]

Pelos do Mamute.