Um meteorito explodiu sobre a Rússia nesta madrugada e deixou mais de 500 pessoas feridas. Os vídeos da explosão que estamos coletando são impressionantes.

O que é mais incrível: o Russia Today cita fontes anônimas das forças armadas que afirmam que o meteorito foi interceptado por uma unidade de defesa aérea. Eles teriam usado um míssil para neutralizar o meteorito a 20 km de altitude, enquanto ele entrava no espaço aéreo russo em velocidades supersônicas.

Eu acho isso difícil de acreditar: duvido que a defesa aérea russa tivesse tempo para detectar e acertar um objeto que apareceu do nada, vindo do espaço. Além disso, há um só rastro no céu. Se um míssil realmente atingisse algo, haveria mais de um rastro após caírem os escombros. E de fato, as forças armadas negaram envolvimento com a explosão do meteorito: “O Ministério da Defesa da Rússia não realizou nenhuma ação ligada ao incidente”.

Mais provavelmente, o meteorito explodiu antes de atingir o solo por causa do enorme calor gerado pela compressão do ar na frente do meteoro ou asteroide. Este fenômeno é chamado de bólido ou explosão aérea. A Roscosmos, agência espacial russa, diz que o meteorito estava a uma velocidade de 30km/s (108.000 km/h). Ele pesava 10 toneladas antes de entrar na atmosfera terrestre.

A recente explosão ocorreu num momento em que um asteroide com 46 metros de largura – o 2012DA14 – está prestes a passar próximo à Terra, abaixo da órbita de satélites geoestacionários. Segundo os cálculos de astrônomos, ele não atingirá a Terra, mas os efeitos reais de um impacto – se os cálculos estivessem errados – são preocupantes. Felizmente, segundo a Agência Espacial Europeia, “não há nenhuma ligação entre os incidentes de meteoros na Rússia e o sobrevoo do asteroide 2012DA14 esta noite”.

De acordo com testemunhas, celulares pararam de funcionar e janelas se estilhaçaram quando o meteorito explodiu no ar. Você pode ouvir janelas sendo praticamente destruídas em alguns dos vídeos abaixo. Segundo o Russia Today, 550 pessoas ficaram feridas ao serem atingidas por fragmentos de vidro, ou por outros pequenos acidentes, e o número de pessoas hospitalizadas chega a 112. Não houve mortes causadas pelo meteorito.

O Ministério de Emergência da Rússia diz que há 20.000 pessoas atuando nas equipes de resgate. Aeronaves estão sobrevoando a área à procura de pontos de impacto. As forças armadas da Rússia encontraram uma cratera de 6m nos montes Urais, criada pelos restos do meteorito.

Cerca de 300 edifícios foram danificados pelo impacto do meteorito. Ele foi especialmente danoso para uma fábrica local de zinco: algumas de suas paredes aparentemente desmoronaram, assim como parte do teto.

O evento foi observado nas regiões de Chelyabinsk, Tyumen e Sverdlovsk, localizadas na República da Bashkiria e no norte do Cazaquistão. O governador regional de Chelyabinsk, Mikhail Yurevich, disse ao milhão de habitantes da cidade: “Não entrem em pânico, esta é uma situação comum com a qual podemos lidar em alguns dias”. Ele disse à BBC que o meteorito caiu em um lago a 1 km da cidade, em uma área com 46 mil habitantes.

O Russia Today está fazendo a cobertura ao vivo das consequências do meteorito, que você pode acompanhar aqui. [BBC, Russia Today, Reuters]

A queda do meteorito, vista de outro ângulo

O som do meteorito

Outro ponto de vista. Ouça a explosão em 00:30

O rastro do meteorito

A explosão final parece o início de uma detonação nuclear

Aqui não dá para ver o meteorito, mas veja a iluminação da cena à medida que o meteorito passa iluminando o céu

Outro ponto de vista de um cruzamento iluminado por trilha de fogo do meteorito (pule para o ponto 0:40)