O Wall Street Journal diz que o governo dos Estados Unidos está investigando a Microsoft por suborno. De acordo com fontes anônimas, a Microsoft pagou oficiais de governos de fora dos EUA para conseguir contratos de softwares.

De acordo com a reportagem, o Departamento de Justiça e a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos estão investigando acusações anônimas de que a Microsoft pagou representantes na China, Romênia e Itália. Os órgãos acreditam que a empresa pode ter violado o Ato de Práticas de Corrupção Estrangeira, que diz que empresas públicas não podem subornar governos estrangeiros.

No caso das alegações relacionadas à China, a Microsoft contratou uma empresa de fora para conduzir uma investigação de 10 meses, na qual descobriu que nada de errado foi feito. Em um post em seu blog, a empresa minimizou a reportagem e disse que é importante para o governo verificar todas as alegações, e que é justo que se faça isso. Ainda assim, a empresa não negou nem confirmou a investigação, mas disse que se existir alguma, ela não vai comentar. [WSJ]