Isso que é procrastinação! Ou melhor, ignorância sobre uma falha básica do próprio sistema operacional por quase duas décadas: um engenheiro do Google descobriu recentemente uma vulnerabilidade no kernel 32-bit do Windows — vulnerabilidade que existe desde 1993.

É um pouco engraçado ver que isso existe há tanto tempo que já quase poderia ter tirado carteira de motorista, mas perde a graça porque expõe a ataques de hackers todas as versões 32-bit do OS desde o Windows NT, incluindo o XP, Vista e 7 (versões 64-bit não são afetadas). O subsistema atingido era a Máquina Virtual de DOS (VDM) do Windows, e o potencial de estrago é sério, de acordo com a Microsoft:

O que um hacker poderia fazer usando essa vulnerabilidade?

Um hacker que consiga explorar com sucesso esta vulnerabilidade pode rodar código arbitrário em modo kernel. Um hacker poderia então instalar programas; ver, mudar ou deletar dados; ou criar novas contas com direitos completos de usuários.

Você pode desativar a VDM seguindo estas instruções no site da Microsoft; mas você não poderá mais rodar programas antigos em 16-bit.

Que má notícia! Não se preocupe, eles vão consertar isso. Mas se preocupe, porque pode haver outros bugs adolescentes por aí que nignuém viu ainda, e a Microsoft não está agindo rápido: este bug foi reportado à Microsoft faz sete meses. [ComputerWorld]