A Microsoft está finalmente trazendo a ambiciosa linha Surface Book para a atualidade, redefinindo o incrível design do dispositivo e fazendo deste um laptop que você pode cobiçar por razões que vão além da moderna dobradiça.

O lançamento surpresa do Surface Book original em 2015 pode ter deixado os críticos atordoados, mas ele não chegou a transformar o mercado de computadores como fez seu irmão mais magrinho, o Surface Pro. Em vez disso, o modelo 2-em-1 se mantêm único, com sua icônica dobradiça e exorbitante preço, e agora, o leve peso do Surface Book 2 pode fazer dele um real competidor entre os MacBooks Pros, Dell XPSes e HP Spectres do mundo.

As ventoinhas no teclado são interessante, e os designer do Surface Book tiraram vantagem do fato que o a tampa do laptop não precisa cobrir completamente o teclado.

A primeira coisa que você irá notar é que são dois novos Surface Books. Um com uma tela de 13,5 polegadas e tamanho e formato parecido com o original, e um modelo maior, uma versão de 15 polegadas para quem precisa de um pouco mais de potência e espaço para trabalhar (e não tem problema com a dobradiça).

A outra grande diferença que você notará quando vê-lo são as ventoinhas sobre o teclado, que são postas ali para refrigerar as modestas placas gráficas dos dispositivos. O modelo de 15 polegadas vem com uma Nvidia 1060, enquanto a maioria dos modelo de 13,5 polegadas terão uma Nvidia 1050. Estas placas não permitirão rodar Rise of the Tomb Raider em 4K nas configurações máximas, mas elas são mais do que o suficiente para rodar jogos decentemente e são uma notória melhoria da placa gráfica “customizada” encontrada no Surface Book de 13,5 polegadas original.

O modelo de 15 polegadas não é mais grosso, mas é mais largo.

Um único modelo do Surface Book 2 de 13,5 polegadas não vem com as ventoinhas pois ele não possui placa gráfica. Ele também é um pouco mais lento, rodando um processador Intel i5 de 7ª Geração, enquanto todos os outros modelos terão o processador i7 de 8ª Geração.

E você pode até pensar, como eu pensei, que um laptop que avança duas geração (o Surface Book original rodava processadores de 6ª Geração) seria mais pesado, principalmente porque eles carregam todo o hardware interno – com a exceção da placa de vídeo – atrás do display. E, sim, quando o teclado e a tela são acoplados, o Surface Book 2 com o processador i5 pesa 1,5 kg, cerca de 20 g a mais que o atual Surface Book com o mesmo processador. Mas, pelo menos agora, este peso é melhor distribuído.

A tela não possui ventoinhas ou bateria enormes (durante um evento para a imprensa, a Microsoft alegou que a bateria pode durar cerca de 5hrs quando usando apenas o display como tablet, enquanto Panos Panay, vice-presidente da Microsoft Devices, afirmou que a bateria do aparelho dura 17hrs quando usado com a base). Agora quando você inverte o laptop, ele não é tensionado pelo próprio peso para voltar ao formato normal. A tela sozinha é impossivelmente leve. A versão de 13,5 polegadas pesa cerca de 700g, enquanto a versão de 15 polegadas pesa 815g. Andei pelo evento com a parte superior do enorme Surface Book 2 de 15 polegadas e não achei que ele fosse pesado demais para carregar.

Mas o aspecto mais surpreendente e interessante do Surface Book 2 é que ele não precisa de um cabo próprio para carregá-lo. Como alguém que odeia o pequeno carregador que você precisa levar para carregar um Surface Pro ou laptop, eu fiquei radiante quando encontrei a entrada USB-C , que transmite tanto dados quanto energia, no aparelho.

Isso significa que você pode usar um carregador baratinho no trabalho enquanto deixa o carregador original em casa – ou vice-versa. A bateria do computador está acabando e tudo que você tem à disposição é o carregador do celular do seu colega? Sem problema. Você provavelmente poderia pegá-lo emprestado para carregar o Surface Book.

É uma grande novidade, e, entre as atualizadas especificações e a variedade de modelos sendo lançados, isso genuinamente parece como uma tentativa de competir com outros laptops topo de linha – mesmo esta sendo uma versão bem cara. E por falar em competição, o Surface Book 2terá uma faixa de preço próxima a do MacBook Pro, quando ele for lançado em 9 de novembro. A versão menos poderosa de 13,5 polegadas do Surface Book 2 terá preços a partir de U$ 1.500, e os modelos superiores, com processador de 8ª Geração, terão preços a partir de U$ 2.000. A versão de 15 polegadas, por sua vez, terá preços a partir de U$ 2.500. Parece um absurdo quando você sabe que pode encontrar laptops bem mais em conta no mercado, mas ele está dentro da faixa de preço dos modelos premium de marcas como Apple, Dell e HP. Desta vez, pelo menos, parece que o astuto modelo 2-em-1 não precisará de tanto meios termos para funcionar.

Todas as imagens: Alex Cranz/Gizmodo