Primeiro o Pirate Bay desliga seu tracker, agora o Mininova desiste de torrents protegidos por direitos autorais. A situação ficou mais difícil para os piratas.

O Mininova estava numa situação delicada desde agosto: segundo decisão de corte holandesa, eles seriam multados em 1.500 dólares por cada link de conteúdo ilegal. Segundo o blog oficial do Mininova, eles estavam testando vários sistemas de filtro nos últimos meses, mas nada que funcionasse 100%. Então, depois de 10 bilhões de torrents servidos, o site vai se tornar apenas um "distribuidor de conteúdo" — serviço que o Mininova oferece desde 2007 para produtores e artistas que desejem publicar álbuns ou documentários de graça. Isso, e ISOs do Linux, vão povoar o Mininova daqui em diante, o que tira o propósito que a maioria de nós tínhamos: baixar CDs e filmes vagabundos que não merecem nosso dinheiro, por exemplo.

E agora? O Pirate Bay acabou, mas com uma nota de esperança para os piratas: o site vai apoiar protocolos descentralizados, como o DHT e o PEX, mas proibir links ilegais deixa tudo mais difícil. Mas se alguém acha que os torrents ilegais vão acabar, alguém está redondamente enganado. Há quatro alternativas ao Pirate Bay de pé! [Mininova via InsideTechno]