Hoje a Motorola acordou querendo fazer barulho. Em um evento no centro de Manhattan, Nova York, ela mostrou o novo Motorola RAZR (sobre o qual você lê aqui). Mas isso todo mundo meio que já esperava. A surpresa foi o pequeno MotoACTV. O que ele é? A resposta rápida é: “um iPod Nano da Motorola ainda melhor e mais direcionado a esportistas”.

Agora vamos à resposta um pouco mais longa. O Motorola ACTV (imagino que a pronúncia seja a mesma da palavra “Active”, embora possa ser “Activí” e definitivamente não é “Acetevê”) tem um formato que lembra muito a atual geração do iPod Nano, e compartilha muitos dos recursos. Além das obviedades — tocar música, inclusive rádios FM, e servir como relógio de pulso high-tech –, ambos têm um forte apelo “geração saúde”, com softwares e recursos para ajudar os esportistas, especialmente quem gosta de correr. Assim como o iPod tem o seu suporte ao Nike+, o MotoACTV sincroniza suas corridas com o www.motoactive.com. Mas nesse ponto o Nano começa a ofegar e o ACTV mostra o seu fôlego extra na forma de recursos exclusivos.

O primeiro é a possibilidade de usar um fone de ouvido com monitor cardíaco já embutido. A Motorola mostrou dois modelos de fone com o recurso, um com fio e outro wireless, mas não está claro se um dos dois acompanhará o ACTV. Isso é de uma conveniência bem bacana, dispensando aquelas faixas no peitoral para acompanhar os seus batimentos cardíacos. Bem importante. O segundo recurso bacana é que ele fica prestando atenção às músicas que você ouve e ao seu desempenho nas corridas enquanto as ouve. Com o tempo ele aprende quais músicas te fazem dar o seu melhor no asfalto (ou na esteira) e monta playlists só com essas músicas, ou joga elas traiçoeiramente no shuffle nos minutos finais. Além disso, ele também tem uma espécie de personal trainer virtual que te dá umas dicas e avisos durante o exercício.

O MotoACTV não é um celular, mas ele tem um truque legal na manga para se fazer passar por um. Você pode mantê-lo pareado com o seu celular, e assim receber e atender chamadas com o ACTV no seu pulso, além de ler alguma SMS que chegar. E isso pode ser feito mesmo na chuva, já que o bicho é bem resistente, protegido contra suor, água e arranhões. Por dentro, um processador de 600MHz; por fora, uma tela capacitiva; na balança, 35 gramas.

No fim, esses recursos (e o fato dele ser muito mais estiloso, na minha opinião) chegam bem perto de ser o bastante para amaciar o impacto da má notícia: o preço. Enquanto os iPods Nano de 8GB e 16GB custam US$ 129 e US$ 149, respectivamente, os MotoACTV de mesma capacidade chegam na primeira semana de Novembro por US$ 249 e US$ 299. Virtualmente o dobro do preço. Mas e aí, você curtiu? [Gizmodo US]