A Motorola não quer mais saber de uma gama enxuta de aparelhos. A ideia da marca agora é chegar em diversas camadas de dispositivos, desde os mais básicos, passando por praticamente todas as faixas de preço – com exceção de um modelo premium que bata de frente com Galaxy S8, LG G6 e iPhone 7, por exemplo. Nesta quinta-feira (24), em evento em São Paulo, a companhia anunciou mais três modelos para o seu portfólio: o Moto G5S, Moto G5S Plus e o Moto Z2 Force.

• Cinco tarefas que você deveria automatizar assim que pegar um smartphone novo
• Como bloquear seu smartphone da forma mais segura

A salada de nomes, apesar de tornar mais difícil a identificação pelo consumidor, é uma estratégia bem similar com a da Samsung, empresa que mais vende smartphones no país. O upgrade do Moto G5S e G5S Plus em relação aos modelos tradicionais que foram lançados em março está em quase todas as especificações, desde o tamanho da tela, até câmera e bateria. O processador, no entanto, não segue essa lógica. Mais abaixo estão os números detalhados.

Os novos Moto G têm acabamento metálico inteiriço, mais parecido com a linha Z. A parte frontal está ligeiramente mais sóbria, principalmente na parte do sensor de impressão digital, menos fundo na carcaça.

O modelo G5S tem tela de 5,2 polegadas com resolução FullHD e será vendido nas cores cinza (platinum), dourado e azul safira. Ele vem com processador Snapdragon 430, 2 GB de RAM, 32 GB de armazenamento, câmera traseira de 16 MP e frontal de 5 MP, ambas com flash LED. A bateria tem 3000 mAh. Para as especificações, é um modelo com preço atrativo, pelo menos para quem procura uma opção de intermediário: R$ 1.099.

Um dos Moto Snaps, o Gamepad possibilita uma experiência melhor com os jogos no Moto Z2 Force (Alessandro Junior/Gizmodo)

O modelo maior, o G5S Plus tem uma construção idêntica, tela de 5,5 polegadas com resolução FullHD e virá nas cores cinza (platinum), ouro rosé e azul topázio. O processador é um Snapdragon 625, ele vem com 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento e a diferença essencial, excluindo a tela, são as câmeras traseiras. No plural porque esse modelo vem com dois sensores de 13 megapixels – a câmera dupla não servirá para zoom óptico, mas permitirá criar aquele efeito de fundo desfocado que existe no iPhone 7 Plus e também foi anunciado no recém lançado Galaxy Note 8. A tecnologia também permitirá brincar com fundos em preto e branco e até mesmo tirar o objeto principal da foto e colocar em um fundo diferente. Em uma rápida experiência, deu para perceber que é algo divertido, mas o software peca na identificação das cenas e às vezes dedos e rostos não saem perfeitamente ‘cortados’ para o efeito de profundidade. A Motorola venderá o modelo por R$ 1.499.

Já o Moto Z2 Force é a versão resistente à quedas do principal smartphone da marca. Ele virá apenas na cor onix (preto). Curiosamente, a Motorola não comentou durante a apresentação os números exatos da bateria do modelo, apenas que ela é o suficiente para aguentar um dia inteiro de uso. A real é que o celular tem bateria de apenas 2730 mAh, número abaixo do esperado para um modelo topo de linha. No restante das especificações figuram um processador Snapdragon 835, 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento. A tela de POLED de 5,5 polegadas com resolução QuadHD, mais resistente a trincos e estilhaços. A câmera também tem um sensor duplo, que faz fotos com profundidade. A compatibilidade com os Moto Snaps e com o Moto Voz fecham o pacote. O preço sugerido é de R$ 2.999, sem nenhum acessório.

Moto Z2 Force (Alessandro Junior/Gizmodo)

Todos eles contam com aqueles já conhecidos truques da Motorola: o sensor biométrico reconhece gestos para navegar no Android, girar o aparelho ao redor do pulso ativa a câmera e chacoalhá-lo acende a lanterna, por exemplo.

A companhia também anunciou que dois novos Moto Snaps chegarão por aqui: o Snap 360, uma câmera 360 graus com áudio 3D e o GamePad, que já havia sido anunciado no lançamento do Z2 Play – a diferença é que, desta vez, pudemos testá-lo rapidamente. Os dois acessórios parecem bem divertidos, principalmente a câmera de 360 graus. A empresa disse apenas que eles devem chegar em algum momento de setembro, sem revelar preços. Os celulares já estão todos à venda.

Vamos aos números:

Moto G5S

Tela: IPS LCD Full HD (1920×1080) de 5,2 polegadas
Processador: octa-core Snapdragon 430 de 1,4 GHz
GPU: Adreno 505
RAM: 2 GB
Armazenamento: 32 GB (expansível com cartão microSD de até 128 GB)
Câmera traseira: 16MP, f/2.0 e flash LED
Câmera frontal: 5 MP, f/2.0 e flash LED
Bateria: 3.000 mAh (não removível) com carregamento rápido
Sistema operacional: Android 7.1 Nougat
Extra: TV Digital
Dimensões: 1150 x 73.5 x 8.2 mm (altura x largura x profundidade)
Peso: 157 g

Moto G5S Plus

Tela: IPS LCD Full HD (1920×1080) de 5,5 polegadas
Processador: octa-core Snapdragon 625 de 2,0 GHz
GPU: Adreno 506
RAM: 3GB
Armazenamento: 32 GB (expansível com cartão microSD de até 128 GB)
Câmera traseira: duas câmeras de 13MP, f/2.0 e flash LED
Câmera frontal: 8 MP, f/2.0 e flash LED
Bateria: 3.000 mAh (não removível) com carregamento rápido
Sistema operacional: Android 7.1 Nougat
Extra: TV Digital
Dimensões: 153.5 x 76.2 x 8 mm (altura x largura x profundidade)
Peso: 168 g

Moto Z2 Force

Tela: P-OLED QHD (1440 x 2560) de 5,5 polegadas com tecnologia Shattershield (resistente à quedas)
Processador: octa-core Snapdragon 835 (4 de 2.35 GHz e 4 de 1.9 GHz)
GPU: Adreno 540
RAM: 6 GB
Armazenamento: 64 GB (expansível com cartão microSD de até 256 GB)
Câmera traseira: duas câmeras de 12MP, f/2.0 e flash LED
Câmera frontal: 5 MP, f/2.2 e flash LED
Bateria: 2.730 mAh (não removível) com carregamento rápido
Sistema operacional: Android 7.1 Nougat
Dimensões: 155.8 x 76 x 6.1 mm (altura x largura x profundidade)
Peso: 143 g

Atualização – 25 de agosto às 12h41: O Moto G5S possui 2 GB de RAM e não 3 GB como colocado anteriormente.