A tecnologia ainda não alcançou muitas pessoas que vivem nas vilas pobres de Bangladesh. Mas um grupo resoluto de InfoLadies – jovens mulheres equipadas com netbooks, celulares e equipamento médico – estão levando os benefícios da tecnologia para essas pessoas, uma vila de cada vez.

Essas vilas – e os bangladeshianos que nelas moram – ficam para trás em muitos aspectos meramente porque sofrem de escassez de informação. As InfoLadies, então, levam a informação. Seus netbooks vêm precarregados com conteúdo relevante que pode ser facilmente traduzido para línguas locais, e em suas bolsas elas carregam ítens como testes de gravidez e monitores de pressão sanguínea. Diz uma InfoLady:

Pergunte-me sobre a peste que está contaminando sua plantação, doenças comuns de pele, como procurar ajuda se seu marido bate em você ou mesmo como parar de ter filhos, e eu posso ter uma solução.

E parece que quase sempre elas têm uma solução. As jovens e modernas InfoLadies foram inicialmente consideradas algo como um "escândalo", mas agora são acolhidas com entusiasmo pelas pessoas que querem medir a pressão ou aumentar a produção de suas colheitas. Um homem, que queria trabalhar com tecnologia, usou o netbook de uma InfoLady para fazer um curso rápido de Microsoft Office. Antes da chegada das InfoLadies, ele disse: "eu só tinha visto computadores em livros". [The Guardian via Boing Boing]