Os fones de ouvido da Apple já passaram no teste, mas e as outras fontes de música alta? Será que precisamos nos preocupar em ficar surdos? Um novo estudo publicado no Journal of Speech, Language and Hearing sugere que o assunto todo está sendo exagerado.

Vale lembrar que a exposição prolongada a música excessivamente alta vai sim danificar sua audição, mas com um pouco de perspectiva se vai longe, de acordo com o novo estudo realizado pela Universidade de Minnesota.

Testes incorretos de audição propagaram um mito de que música alta causa perda de audição, e a pesquisa detectou que 10% das crianças receberam um prognóstico incorreto de problemas de audição, com falsos positivos descobertos em muitos casos.

Aparentemente eles realizaram testes na banda marcial da universidade, onde eles os acompanharam por um ano e descobriram que, dos 15% dos membros que tinham "perda de audição aparente devido ao barulho", mais de 50% dos problemas desapareceram depois de um ano.

Dito isto, no entanto, Bert Schlauch – o professor que conduziu o estudo na universidade – ainda pede que as pessoas usem o bom senso enquanto ouvem música alta, já que "o dano pode se acumular com o tempo e só aparecer quando a pessoa está mais velha".

Então ainda há uma boa chance que tenhamos que usar essas bolhas na cabeça para melhorar a audição. [Wired]