Destruidores de relacionamentos, os tiques duplos do WhatsApp, popular app para troca de mensagens em smartphones que substitui com uma série de vantagens o SMS, são injustiçados. Aquelas duas marquinhas verdes têm um significado totalmente diferente do que acha o imaginário popular. E isso muda tudo.

“Essa marquinha aí? Um tique, a mensagem foi enviada; dois tiques, a pessoa leu.” Era o que eu e muita gente achávamos. E quanta frustração esse mal entendido não nos rendeu, hein? Aquela espera agonizante por uma resposta de alguém que decididamente leu a minha maldita mensagem. Fui ignorado? Por que não me respondeu ainda? Será que escrevi algo errado? O que você está esperando!? Eu vi que você leu a a mensagem, droga!

A esquete abaixo, produzida pela espanhola RebuscameTV, personifica de forma quase caricata, porém com um pé firme na realidade, os dilemas modernos que a incompreensão do tique duplo do WhatsApp nos gera:

Calma, não é nada disso que você está pensando. Eu posso explicar. E se eu lhe disser que o tique duplo não tem nada a ver com o fato de a pessoa ter visto a mensagem ou não? E se não eu, mas o próprio WhatsApp lhe disser isso? É o que consta no FAQ do serviço:

O que são essas marcas de tique ao lado de minhas mensagens?

Ainda bem que você perguntou. Essas marcas verdes são, na verdade, muito importantes. São indicadores que confirmam a entrega de uma mensagem. Elas significam:

Tique simples.– mensagem entregue ao servidor.

Tique duplo.– mensagem entregue ao telefone de seu parceiro de conversa. Nota: não indica que a mensagem foi lida, somente que foi entregue.

Acontece que, afinal, não dá para saber quando o seu interlocutor lê as mensagens no WhatsApp. E isso é ótimo. Por quê? Convenhamos: esse lance de “notificação de leitura” é extremamente invasivo e desagradável — viu, Facebook? Se você discorda, recomendo fortemente uma consulta ao seu psicólogo. Paranoia tem cura, confie em mim. [WhatsApp via João Motta]