A Nikon é conhecida por suas câmeras DSLR de entrada bem-construídas e fáceis de usar. Parece que a D3200 segue a mesma receita, só que com um sensor enorme de 24,2 megapixels.

Assim como a D800 e seu sensor monstro de 36MP, a Nikon D3200 é mais um avanço na guerra de megapixels que anda mais ou menos latente. O sensor CMOS com formato DX/APS-C (foi mal, mas ainda não é full-frame) deve permitir fotos mais nítidas que opções mais caras, como a D7000 de 16MP, em condições ideais. A maior resolução torna mais preocupante o ruído em fotos com pouca luz, mas comparada à D3100, o intervalo de ISO foi dobrado de 3200 para 6400, o que esperamos compensar quaisquer problemas.

A nova D3200 compartilha algumas especificações da D3100, mas ela está melhor em pontos essenciais. O ISO expandido, por exemplo; e o novo processador Expeed 3, mesmo da D800. A D3200 tira 4 fotos contínuas por segundo em resolução máxima, mais que os 3fps da D3100, e a tela LCD recebeu um aumento na resolução – 921.000 pontos, contra os 230.000 do modelo anterior – mas ainda não é touchscreen. O autofoco ainda é de 11 pontos. Para iniciantes, ela tem o modo guia (também presente na D3100) que explica funções da câmera para novos usuários. Quanto a vídeo, ela filma em 1080p a 24 e 30fps, tem saída HDMI e uma nova entrada de 3,5mm para microfone.

Também há um adaptador móvel sem fio de US$60, o WU-1a, que conecta a D3200 a celulares ou tablets. O adaptador dá acesso ao visor da câmera e permite controlar o obturador direto do seu dispositivo Android ou iOS.

O preço sugerido de venda para a D3200 e uma lente kit básica 18-55mm é de US$700. Ainda não foi divulgado o preço da câmera sem a lente. Ela está disponível em pré-venda a partir de hoje, e deve ser enviada no final do mês. [Nikon D3200]