Eu perguntei à Nintendo algo que, mesmo parecendo ridículo, eu sei que todos já pensaram em algum momento: “Teoricamente, vocês conseguem se imaginar vendendo um jogo da Nintendo numa loja de aplicativos — seja ela da Apple ou do Google?” A resposta deles? Não.

De Cammie Dunaway, vice-presidente executivo de vendas e marketing da Nintendo:

Você sabe, eu realmente não posso. Nossas propriedades intelectuais, como Mario e Zelda, são como as joias de nossa coroa. 

Enquanto a Nintendo poderia certamente ter os 50 aplicativos mais vendidos da App Store com sua pilha infinta de propriedade intelectual, a resposta deles faz sentido. A Nintendo sem hardware proprietário não é a Nintendo.

Eles seriam a Sega.

Então, ao invés de aceitar a era do software, eles continuam inovando suas interfaces físicas o máximo que eles podem para fazer seus jogos precisarem de mais do que uma velha tela de LCD sensível ao toque. [Crédito da foto acima]