A HMD Global, empresa finlandesa que detém os direitos de marca dos celulares da Nokia pelos próximos dez anos, foi à MWC em Barcelona para anunciar a primeira linha completa de smartphones Nokia.

• Um cara na Inglaterra continua usando um Nokia 3310
• Os primeiros smartphones Android da Nokia vão ser lançados em 2017

A companhia anunciou dois celulares Android baratos, e revelou que o topo de linha Nokia 6 lançado no começo do ano na China será vendido globalmente. Mas o grande destaque da apresentação foi o momento pelo qual os velhos fãs estavam aguardando: o retorno do Nokia 3310, dispositivo icônico conhecido pela resistência, grande autonomia de bateria e preço baixo. E o joguinho snake.

O novo celular é bem bacana e se parece com uma versão mais fina e moderna do modelo original. A HMD Global manteve o teclado numérico e formato geral do dispositivo antigo. Na traseira, temos uma câmera. Ele tem tela colorida também.

Não soubemos muitos detalhes sobre as especificações do celular e o que a HMD fez para trazer esse dispositivo rudimentar para o mundo moderno. A empresa gastou menos que cinco minutos falando da novidade, e só deu alguns detalhes sobre autonomia de bateria: o novo 3310 terá 22 horas de conversação (HAHAHAHA), e será capaz de ficar um mês em stand-by. Mas, olha, temos o Snake e o clássico ringtone da Nokia.

O que está claro é que ele não passa de um “dumbphone”, e é difícil imaginar como seria utilizar isso num mundo em que todos esperam que você tenha um smartphone. Mas com um preço ridiculamente barato – €49 (R$ 160 em conversão direta) – e com a nostalgia que ele traz, é certo que algumas unidades serão vendidas no segundo trimestre desse ano.

Imagem do topo: Nokia