Louise Pentland, chefe do departamento jurídico da Nokia, diz que não tinha jeito: teve que processar as três empresas porque elas usavam “nossas invenções e tecnologias proprietárias”. As patentes de hardware incluem antenas, rádios multimodais e gerenciamento de energia. No campo de software, estão as patentes de menus dinâmicos, multitarefa, app stores, criptografia e navegação, entre outras.

A Nokia revelou que, no trimestre passado, recebeu €430 milhões por licenciamento de patentes – parte disso vem do acordo extrajudicial com a Apple. Mesmo assim, a empresa está sangrando dinheiro: um prejuízo operacional de €1,3 bilhão nos últimos três meses. Mais royalties de patente poderiam significar mais fôlego para a Nokia implementar sua nova estratégia nos celulares, com S40 e Windows Phone (e Meltemi?). Vamos acompanhar. [Nokia via The Verge]