O 5800 XpressMusic (conhecido como Tube) é o primeiro telefone com Symbian S60 de touchscreen da Nokia – um fato surpreendente, se considerarmos o quão proeminente as telas sensíveis ao toque rapidamente se tornaram nos últimos anos. E, em vez de colocar o S60 Fifth Edition, específico para a sensibilidade ao toque, em um aparelho carro-chefe da série N, a Nokia decidiu posicionar o 5800 como um celular de música para jovens, embutindo o serviço Comes with Music. Essa escolha é provavelmente brilhante, pois, depois de nossa rápida avaliação, podemos dizer que o aparelho precisa de mais tempo no forno antes de fazer frente aos grandões.

nokia5600xpressmusic0nokia5600xpressmusic1nokia5600xpressmusic2nokia5600xpressmusic3nokia5600xpressmusic4nokia5600xpressmusic7nokia5600xpressmusic10nokia5600xpressmusic12nokia5600xpressmusic11nokia5600xpressmusic9nokia5600xpressmusic8nokia5600xpressmusic6

Para um celular de música de média categoria com touchscreen, no entanto, o 5800 é muito bem equipado: tela sensível ao toque de 640 x 360 com resposta tátil, Wi-Fi, A-GPS, 3G na banda de 850/1900 MHz, câmera de 3,2 MP com lentes Zeiss e cartão microSD de 8 GB. Mas, se por um lado a tela é nítida e brilhante, por outro ela é resistiva em vez de capacitiva, o que significa que ela detecta onde duas finas camadas da tela são pressionadas (em vez de registrar com exatidão a leve transmissão de eletricidade dos seus dedos).

No protótipo que testamos brevemente, a tela se mostrou bem menos precisa do que a do iPhone (que são capacitivas); é bem mais difícil registrar os toques. Por isso o 5800 vem com uma stylus – você a usará muito. A entrada de texto pode ser feita por meio de um teclado QWERTY que ocupa toda a tela, um mini-QWERTY para a stylus, T9 em um teclado de discagem, ou reconhecimento de escrita com a stylus. É quase exatamente igual ao que se encontra em internet tablets da Nokia como o N810, o que faz sentido, já que a empresa recentemente incorporou seu grupo de tablet ao de smartphone para ajudar no desenvolvimento de recursos de toque do S60 v5.

Outras adições específicas de toque são uma nova barra de contatos que pode substituir atalhos de aplicativos – dando acesso rápido a chamadas ou mensagens para seus contatos favoritos e opção para adicionar feeds de RSS do blog ou do Twitter deles. Os menus de aplicativos também aparecem em uma bela camada translúcida na maioria dos programas (em vez das listas pop-up comuns do Symbian), tornando, por exemplo, a câmera muito mais fácil de operar enquanto se configuram as opções. E um botão dedicado na parte direita superior traz a barra de mídia, que dá rápido acesso a tocador de música, câmera, contatos e navegador web a qualquer momento.

Se você está acostumado com o navegador do Symbian, vai se sentir em casa com a versão de toque. Basicamente, o toque substitui o cursor de scroll para zoom e rolamento de página. É uma experiência bem sólida, apesar de páginas ainda tenderem a exibir suas versões mobile como padrão, como no S60 v4.

Para música, o aparelho parece competente – há uma conexão para headphone 3,5 mm (graças a Deus) e 8 GB de espaço no microSD incluso no pacote. Nos EUA, o 5800 incluirá um ano de downloads no Comes with Music. Ir além do software de sincronização proprietário da Nokia (para usar o iTunes etc.) será como em qualquer outro telefone com Symbian – nada superconveniente. Mas o Comes with Music permitirá sincronizar álbuns baixados na web para o seu aparelho por meio de 3G, o que é bom.

O 5800 parece ser um sólido telefone médio com touchscreen para música – principalmente se o Comes with Music se mostrar um bom serviço. Mas não planeje adquirir o aparelho para uso pesado de mensagens de texto – você provavelmente usará a entrada T9 com o teclado de discagem ou a stylus para a maioria de seus escritos, a não ser que você tenha a paciência de um monge, o que de alguma maneira tiraria o propósito de um dispositivo integral de toque. Ainda não há informações sobre disponibilidade e preço.