A nave espacial Juno, da NASA, tem consistentemente nos fornecido as melhores fotos de perto de Júpiter que nós já vimos. Mas uma foto colorida recentemente tratada de uma grande mancha negra na atmosfera de Júpiter pode ser a mais etérea de todas; suas coloridas nuvens espiraladas parecem um Van Gogh joviano.

• A primeira nave espacial europeia para Júpiter vai fazer uma rota maluca
• Esta nova ferramenta promissora pode nos ajudar a encontrar vida na lua Europa

Essa maravilhosa imagem foi captada pela JunoCam em 2 de fevereiro, quando a nave orbitando Júpiter estava 14.500 quilômetros acima do topo das nuvens do gigante gasoso. De acordo com a NASA, o alvo, uma tempestade apropriadamente chamada “Mancha Negra”, foi votado publicamente pela comunidade de entusiastas do espaço e astrônomos amadores. Roman Tkachenko, um membro da comunidade, coloriu a imagem, realçando a atenção às hipnotizantes nuvens que parecem papel marmorizado. As imagens cruas, que também são espetaculares, estão todas disponíveis no site da JunoCam.

vmdlhp1elothlj51uoks

 

Imagem: NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/Roman Tkachenko

Embora não se saiba muito sobre a tempestade escura ainda, ela provavelmente é bem intensa. Júpiter é conhecido por suas tempestades incrivelmente violentas e constantemente em mudança; padrões meteorológicos que podem ter milhares de quilômetros de diâmetro e durar décadas. Exatamente qual processo interno causa essas tempestades ainda é algo que o time da missão Juno espera descobrir nos próximos meses.

Há pouco, Juno completou seu quinto voo desde que chegou a Júpiter, em 4 de julho de 2016. Espera-se que os detalhes do evento sejam publicados nos próximos dias e semanas, junto com, esperamos, mais fotos. Como mostrado nesta imagem, as caóticas tempestades de Júpiter nos revelam uma bagunça bem gostosa.

[NASA]