Se esta nova filmagem vazada é alguma indicação, parece que os criadores de robô na Boston Dynamics finalmente encontraram um jeito de melhorar o design primitivo de bípedes da humanidade: acrescentando um par de rodinhas ao seu novo robô que se autoequilibra, dando-lhe umas novas capacidades bem impressionante.

• Admire a engenharia desse robô que toca gaita para se decepcionar com o som
• O Google está eliminando muitos daqueles projetos malucos

O investidor de risco Steve Jurvetson esteve em uma apresentação feita pelo fundador da Boston Dynamics, Marc Raibert, que revelou um novo robô de duas pernas chamado Handle. O robô troca os pés articulados por um par de rodinhas sobre o qual consegue se equilibrar como se fosse um Segway. Embora esta criação humana seja vista como um verdadeiro fracasso, a filmagem, que a Boston Dynamics nos disse não ter sido feita para ser vista fora da apresentação, mostra uma bela criação de um robô.

Diferentemente do Atlas, que consegue andar cuidadosamente sobre terrenos desnivelados, tornando-se ideal para explorar quase qualquer ambiente na Terra, o Handle parece ser limitada a superfícies mais suaves, em que consegue andar com mínima resistência. Se fosse como o Atlas, o Handle conseguiria se mover muito mais rapidamente e com maior eficiência, em um ambiente de fábrica ou de depósito em que não tivesse que se preocupar em enfrentar escombros e entulhos. Mas, como demonstrado no vídeo, o robô ainda consegue se livrar de alguns obstáculos, inclusive pulando sobre uma mureta.

Aparentemente criado para carregar objetos, a habilidade de autoequilíbrio do Handle com o ajuste de seu peso também o ajuda a carregar coisas mais pesadas sem deixar cair. Em comparação, o torso do Atlas tem uma flexibilidade limitada, diminuindo a quantidade de coisas que o humanoide consegue levantar mantendo-se de pé.

Na apresentação, Raibert também menciona que, usando rodinhas, o Handle poderia ser construído e disponibilizado por um preço muito menor do que as outras criações bípedes da Boston Dynamics. Ainda há especulação sobre por que a Alphabet decidiu colocar a Boston Dynamics à venda dois anos após comprá-la para a sua agora finada divisão Replicant.

Alguns acreditam que isso aconteceu porque a Alphabet esperava apostar na pesquisa avançada da companhia para fazer um produto pronto para o consumidor, mas então percebeu que o tempo de desenvolvimento necessário para um hardware tão complexo seria consideravelmente mais longo do que apenas alguns anos. Então, enquanto a Boston Dynamics espera para saber quem será seu novo dono, talvez o revelar do Handle ajude a tornar a companhia mais atraente para potenciais compradores.

[YouTube via Steve Jurvetson]

Imagem do topo: reprodução