Pesquisadores do Instituto Max Planck para Informática, em Saarbrücken, desenvolveram um novo tipo de sistema de captura de movimentos que dispensa que os intérpretes usem aqueles trajes apertados e cobertos de marcadores. E o comum conjunto de 360º de sensores infravermelho capturando seus movimentos pode ser reduzido a algumas câmeras de vídeo estrategicamente posicionadas.

Se o software personalizado da equipe realmente entregar o que promete a um preço em conta e captura de alta precisão, ele pode revolucionar tudo, da produção de filmes, passando por video games e chegando até à medicina. O software é capaz de capturar e traduzir os movimentos da pessoa em um personagem de computação gráfica em tempo real, e leva em conta e compensa as vezes em que partes do corpo ficam cobertas, ou quando objetos que distraem estão se movendo em segundo plano. Isso significa que um dia a captura de movimentos poderá ser feita dentro dos sets de filmagem, em vez de locais especiais.

O novo sistema não para na captura de movimentos de pessoas. Levando as coisas a um nível superior, os pesquisadores também encontraram uma forma de capturar movimentos de um traje volumoso, como um vestido de baile, permitindo a geração de uma versão criada para imitar perfeitamente as deformações e dobras da coisa real. Muito em breve o próximo blockbuster poderá vir de um adolescente filmando tudo na garagem de casa. [Max-Planck-Gesellschaft via Gizmag]