Uma “regra” padrão no jornalismo é que três define uma tendência. Então eis uma dos novos MacBooks: eles têm problemas! Placas de vídeo malucas, modo de espera (sleep) que não funciona direito e consome muita energia e dificuldades para funcionar com outros pentes de RAM.

Parece haver algumas variações do problema do modo de espera. A mais óbvia e maluca é que, logo após o notebook “dormir”, ele “acorda” entre 30 e 60 segundos depois; volta a dormir e repete o ciclo até que a bateria acabe. A outra versão, mais rara, é o que tem ocorrido com o meu MacBook: coloco-o para dormir e, embora ele não acorde visivelmente, quando eu abro a tampa de manhã, a bateria está totalmente gasta, mesmo após uma recarga completa. Outro problema que ocorre é o negócio simplesmente não acordar quando colocado para dormir.

A solução “mais oficial” oferecida por enquanto é resetar a memória e o chip de controle. Funciona para alguns, mas não para outros (como eu). Algumas pessoas dizem que a Apple ofereceu a troca do notebook.

Agora, o problema da memória. Em resumo, upgrades de memória – com todas as especificações adequadas, como DDR3-1066 – feitos com pentes de fabricantes terceiras (mesmo de marcas superconfiáveis, como a Corsair) estão deixando os MacBooks malucos, com mil travamentos e coisas do tipo. Reinstalar os pentes originais faz a maluquice sumir como mágica, assim como comprar RAM diretamente da Apple. (Caso interesse, a Apple usa RAM da Samsung.)

Como com a maioria desses tipos de problemas, nenhum deles afeta todos os MacBooks e os MacBooks Pro. Felizmente, o problema do modo de espera parece algo que um update de firmware pode resolver, assim como foi com o trackpad bugado. O lance com a memória, porém, talvez seja mais complicado de diagnosticar, mas parece ser um problema de firmware também. Que seja. Qualquer que seja a causa, ela precisa ser corrigida.

Cultura beta é uma droga, mesmo. [Apple Forums, Apple Forums via JKontherun]