Esse cara do vídeo é o Dr. Mark Gasson. Ele é um ser humano que deu um jeito de contrair um péssimo vírus de computador. Mas não se sinta tão mal assim por ele: ele mesmo fez isso.

Como o Dr. Gasson explica em sua entrevista para a BBC, se infectar com um vírus de computador foi na verdade uma prova de conceito. Você sabe, quando todos nós tivermos um chip de identificação no formato RFID – já comum no uso de animais – implantado em nossas mãos, será possível utilizar alguns vírus e acessar informações por meios não ortodoxos. Para Gasson, os chips RFID já podem ser considerados pequenos computadores – e bota pequeno nisso. 

E o que diabos o Dr. Gasson ganha colocando um chip na mão? Segundo ele, o acesso ao prédio do departamento é automático, seu telefone só pode ser usado por ele, graças à pecinha instalada em sua mão. Com mais utilidades e facilidades futuras, mais perigo, não? Com o vírus, ele consegue ler tudo que o RFID já fez, infectando não só o chip, mas também tudo que utiliza o sistema.

Ou seja, se você precisava de um bom argumento (além da clássica paranóia) para não deixar ninguém enfiar um chip na sua pela, agora você tem um bem bom. [BBC via TechWorld]