faz dois anos que o Google anunciou o Gears, que prometia tornar os serviços do Google — e potencialmente muitos outros — disponíveis offline. Desde então, o projeto foi parando, até quase acabar de vez. O Gears, ao que parece, morreu.

Mark Millian e Harry McCracken vêm coletando provas do assassinato, que estão se acumulando há meses:

  • O Gears não é suportado nas versões do Chrome para Mac;
  • A versão standalone do Gears não é suportada no Snow Leopard, meses depois de o novo sistema ter sido lançado;
  • O Google vem sendo evasivo ao comentar sobre suporte ao Gears no Chrome OS, apesar de aplicativos web offline serem uma parte vital do novo OS do Google;
  • O Google não anuncia um produto compatível com o Gears há meses.

Esses casos são bem particulares, mas indicam que o Google está planejando apostar no HTML5, que suporta muitas das funções offline que o Gears suporta, em vez de colocar todos os ovos na mesma cesta. Depois vem isto:

Vamos continuar a dar suporte ao Gears, para que nada pare de funcionar nos sites que o utilizam. Mas esperamos que os desenvolvedores usem o HTML5 para essas funções daqui para a frente, já que é uma abordagem padronizada que estará disponível em todos os navegadores.

Isto veio direto do Google em resposta ao post do Mark Millian, e é quase um anúncio oficial de abandono. No fim, o Google deve deixar Gears sem falar nada, deixá-lo viver sua vida, e depois de começar uma nova família com o HTML5, fingir que ele nunca existiu. [LA TimesTechnologizer]