Um desastre completo como o das vendas do Nexus One faria qualquer empresa pisar no freio, mas não o Google. A gigante das buscas está prestes a voltar a competir com Apple e Amazon com planos em potencial para colocar tablets Android à venda pelo seu site.

De acordo com fontes anônimas do Wall Street Journal, a empresa está no momento montando uma loja online. É certo que o Google não produzirá ele mesmo os tablets, mas em vez disso venderá hardware dos seus parceiros industriais, Samsung e ASUS. Ainda não há uma palavra que seja sobre a data de lançamento da futura loja, mas “pessoas familiares ao assunto” especulam que ela deva sair no meio do ano, perto do lançamento do Jelly Bean, nova versão do Android. Há inclusive rumores de que as ofertas da loja serão subsidiadas para competir com os US$ 200 do Kindle Fire.

É interessante ver como o Google tenta com afinco sair do modelo de faturamento baseado em anúncios que o alimenta desde a sua criação e entrar no de vender “coisas”. Primeiro,  Google mudou o Android Market para o Google Play para fortalecer seu foco em conteúdo. Agora a empresa de buscas planeja vender hardware como uma distribuidora convencional.

Será interessante ver como o Google competirá com Apple e Amazon — sendo a última famosa pelas suas capacidades de distribuição e a primeira, pela fabricação do seu próprio hardware. Parece que o Google vai para cima delas atacando nesses dois pontos. [Wall Street Journal]