Se você tem um celular com Android, provavelmente já passou pela experiência de ligar o aparelho pela primeira vez, feliz da vida, e se frustrar um pouco com o uso da interface que vem de fábrica. O robô é legal, mas ele pode ficar lento porque fabricantes enchem gadgets excepcionais de porcaria. Provavelmente é por causa do home launcher, ou só launcher, ou home screen, como pode ser chamado por aí. O home launcher é, basicamente, o que você vê assim que desbloqueia a tela do seu Android. Geralmente um “desktop” com wallpaper, alguns ícones e widgets e atalhos para abrir o menu de aplicativos, configurar, ver a barra de status. Enfim, é a interface básica de telas iniciais do seu aparelho. E como quase tudo no Android, é sempre um aplicativo.

Acontece que provavelmente – a não ser que seu celular seja da HTC, que tem uma interface de launcher de sucesso (e bastante copiada): o Sense – o seu launcher padrão não vai te proporcionar toda a alegria que um Android pode oferecer. O tão questionado Motoblur é o sistema de launcher padrão dos aparelhos da Motorola. Todo mundo sabe que ele é pesado e provavelmente só vai deixar seu celular mais lento do que ele pode ser. A Samsung também tem o seu, o TouchWiz, que também não dá muitas possibilidades e poderia ser mais eficiente.

É aí que entram os custom launchers: Aplicativos encontrados no Market destinados a melhorar a cara do seu Android (e a sua também). São mais rápidos, altamente customizáveis e cheios de funções tão úteis quanto bonitinhas. Claro, no imenso mundo do Android Market e sua fraquíssima fiscalização você acha muita coisa bem pior do que imaginava, e é por isso que selecionamos aqui as melhores opções.

Limitações

Vale lembrar que cada aparelho conversa melhor com diferentes aplicativos, então pode ser que algo sugerido aqui não dê tão certo no seu caso. De qualquer forma é sempre bom dar uma conferida em compatibilidade de marca, modelo e até mesmo região do seu aparelho com os aplicativos do Market. Os melhores lugares pra se informar costumam ser os fóruns, como o xda developers (em inglês) ou o portal Android (nacional).

ADW.Launcher (e ADW.Launcher EX)

Você provavelmente já viu essa sigla antes, durante um “passeio” pelo Market. O ADW é um dos launchers mais utilizados e recomendados para Android. Mantendo o estilão da maioria dos launchers padrão, adiciona diversas utilidades, como um dock (barra de baixo com os atalhos principais) altamente customizável, além da dockbar, que é uma segunda barra – ilimitada – de atalhos que se abre por trás da principal e diversas opções de customização do menu de aplicativos, atalhos personalizados e temas – muitos, MUITOS temas – para baixar do Maket.

O launcher ainda conta com uma versão paga, o ADW.Launcher EX, que tem ainda mais customização, como animações de transição de desktops e configurações mais elaboradas.

Prós: O detalhamento das opções, a enorme possibilidade de customização, a dockbar ilimitada para atalhos “secundários” e gestos de ativação (da mesma forma que deslizar o dedo para os lados alterna os desktops, fazer isso pra cima e pra baixo pode ativar, por exemplo, a abertura do menu de aplicativos e o aparecimento da dockbar).

Contras: Falta a possibilidade de função secundária nos ícones do dock (você vê a seguir); Dos melhores launchers customizados, o ADW é o mais pesado.

ADW.Launcher e ADW.Launcher EX no Market, site oficial.

 

LauncherPro (e LauncherPro Plus)

Talvez o mais popular dos launchers customizados, o LauncherPro também não inventa em termos de interface, mas tem desempenho excelente, além de boa customização e até widgets especiais. Embora suas configurações não sejam tão detalhadas e intuitivas quanto as do ADW.Launcher, o LauncherPro também oferece muitas opções para o menu de aplicativos, dock e, claro, também aceita temas, ícones e docks à vontade pra você deixar seu celular bem brega bonito. O interessante aqui é que o dock se comporta de forma diferente do ADW: você pode alternar entre 3 diferentes grupos de 15 atalhos deslizando os dedos, como nas homescreens.

Esse launcher também tem uma versão paga (na verdade um unlocker para habilitar mais funções no mesmo aplicativo), cujo principal destaque são os ótimos widgets personalizados, como calendário, twitter, contatos, entre outros – revertendo uma das poucas vantagens de launchers padrão como o motoblur.

Prós: Estabilidade, as boas opções de customização, os widgets da versão paga e a segunda função dos ícones do dock (clicar num ícone executa uma função, clicar e deslizar executa outra – totalizando assim 30 possíveis atalhos).

Contras: As configurações, ainda que fáceis, não são tão intuitivas e bem elaboradas quanto as do ADW; Falta dos gestos de ativação para cima e para baixo no desktop.

LauncherPro e LauncherPro Plus Unlocker no Market, site oficial.

 

Zeam Launcher


Performance. É a palavra que define esse launcher do ícone nervosinho. Não faz parte dos mais famosos do market, não é tanta gente que usa, mas merece ser listado aqui, por ser a opção mais democrática. Disponibilizando todas suas funções de graça (não tem versão expandida paga), o Zeam é um aplicativo feito pensando antes de mais nada no desempenho ideal. É pra você, que não sabe mais o que fazer pro seu Android, que não é nenhum Atrix, funcionar mais rapidinho. E se enganou quem achou que pra ganhar toda essa velocidade o Zeam precisou abrir mão de funções importantíssimas. Pelo contrário: É claro que esse launcher não é tão incrivelmente customizável quanto os dois citados acima, mas na hora do vamos ver ele compete de igual para igual: Seu dock é ilimitado e o launcher ainda tem os gestos de ativação “para cima”, “para baixo” e “double tap” (um duplo-clique na tela inicial).

Prós: Extremamente leve e rápido; Propositalmente minimalista para aprimorar o desempenho; Gestos de ativação; Dock com 6 ícones; Totalmente grátis.

Contras: Poucas possibilidades de customização.

Zeam Launcher no Market, site oficial.

 

SlideScreen (e SlideScreen Pro)

Esse launcher é o seguinte: Pega tudo isso aí que foi falado até agora é esquece. É outra filosofia. Toda a disposição das informações muda, e a interação com o aparelho é diferente. O SlideScreen é uma tela otimizada para serviços que recebem atualizações (chamadas perdidas, mensagens não lidas, calendário, twitter, reader, etc), com campos interativos, como você vê na imagem acima. Clicar em cada faixa dessa tela vai levar à sua versão maior, e arrastar a barra do meio (que substitui a tradicional barra de status do Android) para cima ou para baixo vai expandir a visualização de certas faixas para a tela inteira. O acesso ao resto dos aplicativos é pelos botões fixos do celular. Como eu disse, outra filosofia: Nada de desktop, ícone, widgets e dock. Pense na interface do Windows Phone 7, jogue fora as perfumarias e concentre-se na função. É isto aqui.

O aplicativo tem versão Pro, que nada mais é que o famoso “sem propaganda”.

Prós: Provavelmente a melhor alternativa pra quem enjoou do esquema tradicional da interface do Android e gosta de estar facilmente a par de seus serviços atualizáveis; É bem acabado e simples de usar depois de um tempo de adaptação – quem se acostuma com a nova dinâmica vê mais informações e mais rápido sem precisar entrar em diferentes apps.

Contras: A interatividade é confusa no começo; Por ter como base serviços atualizáveis, não faz muito sentido sem plano de dados.

SlideScreen e SlideScreen Pro no Market, site oficial.

Menções Honrosas

O peso-pesado: GO Launcher EX. Talvez o mais customizável de todos, mas também o mais pesado. Se o Zeam salvou seu celular, passe longe desse aqui.

O imitador: Launcher7. Emula uma experiência Windows Phone 7 no Android. Legal de mostrar pros amigos, mas de uso constante pouco provável.

O modernoso: NetFront Life Screen. Alguns aplicativos, como Gmail, Twitter e o próprio discador interagem com a interface principal, gerando uma lista de leitura ainda na tela inicial. Também muito pesado.


Instalando e alterando

Como já foi dito, os launchers não passam de aplicativos, como o Talking Tom Cat (eu sei que você tem), que você baixa do Market e é instalado automaticamente.

O único problema, nesse caso, é que por serem aplicativos “de sistema”, eles não costumam ser ativados por atalhos visíveis no menu de aplicativos. Após a instalação de um launcher, basta apertar o botão home que o celular te perguntará qual aplicativo deve realizar a ação, e seu novo launcher estará listado ali. Naturalmente você vai marcar a opção de “sempre utilizar este aplicativo”.

Quando quiser alterar o launcher padrão, existem 2 caminhos: Ir às configurações de aplicativos do Android, selecionar o launcher que está ativo no momento e clicar em “limpar padrões” (“clean defaults” em inglês) ou baixar o aplicativo Home Switcher, que faz o mesmo processo de forma simplificada.

E você, tem algum launcher para sugerir? Conte a sua experiência com algum deles nos comentários.