Até o fim do ano, os smartphones ficarão mais inteligentes do que nunca. Todo ano isso acontece, é verdade, mas o iOS 5 e o Windows Phone 7.5 são passos bem importantes. Mas e o Android 4.0, Ice Cream Sandwich ou seja lá o nome que você queira usar?

Nós sabemos poucas coisas sobre o Ice Cream Sandwich, que aparentemente é focado em arrumar vários problemas do universo Android, como unificar o software de tablet e smartphones, reduzir fragmentação, e adicionar integração com alguns hardwares bacanas do mundo real. Mas isso pode não ser o bastante para segurar os concorrentes. O Android precisa dar um grande passo para frente.

Faça-o bonito

Fato: a interface de uso do Android não é exatamente intuitiva. Isso é até aceitável, já que o Android abre espaço para muita customização. Mas a consistência é um problema grande. (Eu tenho vários amigos que tem um Android há meses e ainda mal sabem lidar com as configurações básicas). Por exemplo, dentro de um app, o botão de voltar nem sempre faz a mesma coisa. Às vezes ele o leva para outra área do app, às vezes você volta para o aplicativo anterior, ou em alguns casos você simplesmente volta para a tela inicial. Fechar acidentalmente um aplicativo no meio de uma ação com frequência é algo irritante (e acontece o tempo todo, mesmo com usuários avançados).

O WP7 é lindo. Ele é suave, tem ares modernos e é bem consistente. O iOS também não fica para trás. O Android não empolga nesse sentido. É a função acima da forma, e isso resulta frequentemente em locais desconexos e inacabados, c0m partes do sistema sendo completamente incongruentes com o resto (mas claro que sempre existe a possibilidade de instalar uma homescreen nova bem maluca, como a SPB Shell 3D). O visual à la Tron do Honeycomb pode agradar aos mais nerds, mas ele não empolga as pessoas normais.

No resumo, o Android precisa ficar sexy demais, e ainda mais consistente.

Notificações ainda melhores

O Android pode ter sido o pioneiro, mas o iOS 5 está pronto para fazer de forma melhor. O sistema de notificações do iOS é praticamente uma cópia direta do Android, mas ela ainda oferece mais controle sobre como as notificações serão exibidas/removidas/abertas/escolhidas. As notificações no TouchPad, com webOS, também oferecem controle máximo. Ou seja, o Android também precisa evoluir aqui.

Deixe meu Android ser livre

Se os fabricantes de hardware continuarem insistindo em camadas (normalmente horríveis) por cima do Android na busca de diferenciação, pelo menos dê aos usuários a habilidade de desligá-los e deixar o aparelho do jeito que o Google queria. No mínimo os fabricantes e operadoras não deveriam ter permissão para substituir aplicativos básicos. Por exemplo, o player de música do Samsung Charge é grotesco. Ele sequer tem um widget. E, por outro lado, você não pode usar o player básico do Android porque a Samsung o removeu. Ridículo.


Adicione mais habilidades básicas

Android, pare de fazer seus usuários dependerem de aplicativos de terceiros em casos em que o sistema já deveria tê-los. Estamos falando de coisas básicas, como gravação de voz ou um calendário de widget decente. Há uma razão para launchers como o LauncherPro serem tão populares: eles são mil vezes melhor que o launcher original. O mesmo se aplica ao Handcent SMS em comparação ao app de mensagens. Por que não comprar algumas dessas empresas e incluir a funcionalidade para que o aparelho já saia da caixa assim?

Precisamos de mais conteúdo multimídia

O programa DoubleTwist dá um tipo de interface no estilo iTunes para transferência de conteúdo multimídia para e do Android via USB ou Wi-Fi. O problema é que ele está longe de ser perfeito. Na verdade, ele é bem bugado (especialmente no caso do Wi-Fi). A tristeza é que trata-se da melhor opção de sincronização de mídia do Android. No lado do áudio, o Google Music Beta tem potencial, mas o desenvolvimento está bem mais lento do que o esperado. O Google precisa de um app de desktop bem completo, intuitivo e com habilidades de sincronização. Ele pode ser até um webapp, desde que funcione.

Será que vale a pena falar de vídeo? A experiência em vídeo no Android é bem mediana. Ela é básica sem ser intuitiva ou prática. Melhore isso também.

Mais alma social

O app do Google+ para Android é bem bom. O esquema de sincronizar automaticamente cada foto tirada com uma pasta privativa na nuvem é genial. Essa ideia precisa ir além. O WP7 Mango terá conexão social profundamente conectada aos contatos. O Google deve não só fazer isso com o Facebook e Twitter, mas também ser naturalmente o primeiro a fazer a integração total com o Google+. Na verdade, se eles querem mesmo ver o Google+ crescer, eles deveriam colocar uma opção de criar uma conta com um só botão em todo Android vendido.

Passe o cadeado

A lentidão da adoção do Android no mundo corporativo é facilmente explicada: ausência de níveis de segurança dignos do mundo empresarial. Por mais que isso não pareça tão importante, o Android precisa oferecer aos usuários — e não por meio do Google Apps — um sistema de limpar o aparelho remotamente e localizar aparelhos perdidos, no estilo Find My iPhone e a opção semelhante do Windows Phone. Parece algo bem simples para o Google. Ah, e o Android precisa de encriptação de dados de hardware e software, incluindo cartões SD, e um sistema melhor para protegê-lo de malwares.

Cubra os buracos

O Android é uma plataforma fantástica em vários sentidos, mas há vários buracos pelo caminho. Sim, habilidade matadoras colocaram o Android lado a lado com o iOS, especialmente para os nerds — mas com o próximo iOS e Windows Phone, o Ice Cream Sandwich precisa resolver vários problemas e ser brilhante. Com cereja no topo e tudo. E você? Acha que esses passos são o necessário, o mínimo ou até demais para o Android encarar a futura concorrência?

Crédito de imagem: Shutterstock/Tony Oshlick e kaband