Imagine um veículo elétrico que pode viajar por distâncias infinitas sem jamas ter que parar em uma estação de recarga. Parece impossível, certo? Porque veículos elétricos usam baterias e, em algum ponto, você precisa parar para recarregá-las. Mas não esta aqui.

Dois novos ônibus elétricos que começaram a rodar nas ruas da cidade de Gumi, Coreia do Sul, tiram energia do asfalto. Os chamados Veículos Elétricos Online (OLEV, na sigla em inglês) recebem energia, sem o auxílio de fios, vinda de cabos elétricos colocados embaixo da superfície das ruas usando a tecnologia Shaped Magnetic Field in Resonance (SMFIR). Os ônibus levam uma bateria que tem um terço do tamanho das tradicionalmente usadas por carros elétricos e a recarrega coletando o equivalente a 100 kW de eletricidade desses campos magnéticos criados pelos cabos elétricos — eles trafegam a cerca de 17cm da superfície das ruas.

Pesquisadores têm grandes expectativas para a tecnologia, originalmente desenvolvida pelo Instituto de Ciência e Tecnologia Avançada da Coreia (KAIST). A tecnologia SMFIR foi divulgada alguns anos atrás no Seoul Grand Park, um zoológico e parque de diversões na capital do país, mas a esperança é de levá-la a mais cidades nos próximos anos. E por que não? Os custos iniciais são mínimos, já que os cabos de energia não precisam ficar sob toda a rua, apenas em áreas determinadas ao longo da rota, e como essas áreas só são ativadas quando o ônibus passa por sobre elas, o gasto com energia é igualmente mínimo.

Vendo a coisa com mais ambição, é difícil imaginar a tecnologia SMFIR sendo aplicada a veículos de passageiros, já que seria preciso adaptar todas as ruas em todos os lugares para instalar os cabos. Entretanto, há planos de enviar OLEVs para o mundo todo. A próxima parada é o aeroporto de Kuala Lumpur, na Malásia, e o Park City, em Utah, EUA. [PhysOrg]