A Oracle é conhecida por fazer programas de banco de dados, mas a empresa adquiriu a linguagem de programação Java e tecnologias relacionadas quando comprou a Sun Microsystems no ano passado. Agora eles estão processando o Google por usar essas tecnologias no Android. Segundo o Google, o processo não tem base legal e é um ataque gratuito à comunidade do código aberto.

O processo da Oracle diz que o Google infringiu sete patentes e violou direitos de cópia ao usar a tecnologia Java no sistema Android. Segundo o documento completo, disponível no VentureBeat, a Oracle quer impedir que o Google continue desenvolvendo o Android usando Java – e, claro, eles querem muita grana pela violação de propriedade intelectual.

Esta não é a primeira vez que o Android é alvo de acusaçãoes de violação de patente: quando a Apple processou a HTC por infringir suas patentes, muitas das violações eram relacionadas ao uso do Android pela HTC, segundo análise do Engadget. Nós vimos como o Android poderia ficar sem infringir tais patentes, e não é nada bom. O efeito de proibir o uso do Java no Android com certeza também seria prejudicial à plataforma.

O Google não ficou muito contente com tudo isso, e respondeu:

Estamos decepcionados que a Oracle tenha decidido atacar tanto o Google como a comunidade Java de código aberto com este processo judicial sem base. A comunidade Java de código aberto vai além de qualquer corporação, e trabalha todo dia para tornar a web um lugar melhor. Nós vamos defender com veemência os padrões open-source e vamos continuar a trabalhar com a indústria para desenvolver a plataforma Android.

Parece que o Google está pronto pra briga. [Ars Technica e TechCrunch]