Ainda não descobrimos uma forma de trazer pessoas mortas de volta à vida, mas ao menos uma parte do corpo humano foi recriada: um museu alemão fez uma cópia viva da orelha de Vincent van Gogh, e ela está em exposição para os visitantes do ZKM, na cidade de Karlsruhe.

A artista Diemut Strebe, em parceria com um grupo de cientistas, coletou amostras de Lieuwe van Gogh, um descendente do irmão do artista holandês, e a partir delas criou uma cópia com células vivas e usando impressão 3D. A orelha está sendo mantida em um fluido nutritivo e, segundo Strebe, pode sobreviver nele por anos.

Os visitantes do museu alemão podem até conversar com a orelha. O som dito para ela é processado por um software, que estimula impulsos nervosos em tempo real. Não espere, no entanto, uma resposta.

Vincent van Gogh foi um artista com uma vida complicada – ele arrancou a própria orelha em 1888, e o reconhecimento por sua obra pós-impressionista só veio após a sua morte, em 1890.

A réplica da orelha do pintor ficará em exposição na Alemanha até o dia 6 de julho. De lá, ela será levada para os Estados Unidos e, a partir do primeiro semestre de 2015, estará em exposição na cidade de Nova York. [ZKM via The Verge]