É muito mais fácil metralhar uma sala cheia de vilões de videogame quando eles olham para você com olhos fúnebres e expressões faciais de zumbis. O desafio é completamente outro se eles aparecerem expressando emoções e dor de verdade, tornadas ainda mais críveis com essa nova ferramenta de animação facial avançada para o motor gráfico Unreal Engine.

Esse personagem não consegue escapar do “vale da estranheza”, termo usado para descrever humanos gerados por computador que ironicamente parecem falsos como resultado de estarem tão próximos de um fotorrealismo. Mas o modo como as características em seu rosto se flexionam e se mexem, incluindo como sua pele se estica enquanto é forçada pelos músculos simulados, me assustaria demais se eu me deparasse com ele em um jogo. Fim de jogo, cara, fim de jogo!

[Snappers via Prosthetic Knowledge]