Assim como a Vivo, a TIM deixou para anunciar seus planos 4G no último dia permitido pela Anatel. E, basicamente, os planos são exatamente os mesmos que antes – sem aumentar a franquia – porém com a velocidade maior da rede LTE.

A TIM explica que todo plano 3G atual será 4G nas seis cidades-sede da Copa das Confederações: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Fortaleza e Brasília.

Se você estiver na área de cobertura – o mapa da TIM ainda não foi atualizado – basta ir em uma loja da TIM e pedir o chip 4G. Ele custa R$10 para quem comprar apenas o chip ou já for cliente; e é gratuito na compra de um smartphone/modem novo.

Claro, você precisa de um dispositivo 4G para usar a rede mais rápida. A TIM já oferece o Motorola RAZR HD (R$ 1.699) e o LG Optimus G (R$ 1.999). Nas próximas semanas, virão o LG Optimus F5 (R$ 1.219), Galaxy Express (R$ 1.349), Samsung Galaxy S4 (R$ 2.499) e BlackBerry Z10 (R$ 2.699). Você também pode comprar aparelhos compatíveis com 4G em outras lojas – o que deve sair mais barato – e adquirir apenas o chip com a TIM.

Para tablets e modems, os planos não mudam: com franquia entre 500MB e 10GB, os preços começam em R$35 mensais. A velocidade nominal do 4G é de 5Mbps, assim como na concorrência. Vale notar que os preços são os mesmos do 3G.

tim-tablet

Para smartphones, nada muda também, o que pode ser um problema. Os planos 4G têm franquia de apenas 300MB ou 600MB, custando até R$34,90 por mês. Há também a opção do Liberty Web Smart, no qual você paga apenas pelo mês que usar – também com franquia baixa, de 300MB. A velocidade prometida também é de 5Mbps.

tim-smartphone

A operadora diz que seus clientes pré-pagos poderão acessar a rede 4G, porém não será a mesma coisa: os planos Infinity Web e Infinity Web Modem limitam a velocidade a 1Mbps.

A TIM diz que vai oferecer 4G compartilhando uma rede unificada com a Oi. Não se trata de alugar parte da infraestrutura: ambas as operadoras terão uma rede só, dividindo antenas e outros equipamentos. Isto deve gerar uma economia de 40% a 60%, além de acelerar a implementação do 4G pelo Brasil.

A operadora garante que, até o fim do ano, atenderá também as cidades de Manaus, Cuiabá, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Natal. São as sedes e subsedes da Copa do Mundo, que – segundo o cronograma da Anatel - deverão ser atendidas pelo 4G até dezembro. [TIM via Reuters]

Foto por Michael Johnson/Flickr

Atualizado às 17h20