Ainda não está claro se plantas podem realmente sentir quando nós as comemos, mas uma coisa é certa: elas estão ouvindo.

Em um novo estudo da Universidade de Missouri-Columbia (EUA), pesquisadores descobriram que certas plantas respondem a sons específicos que lagartas fazem quando são devoradas por elas. Na verdade, somente os ruídos já fazem as plantas criarem defesas adicionais.

Nós já sabíamos que o crescimento das plantas pode mudar em reação a certos sons, mas este é o primeiro exemplo que vimos de uma planta tentando se proteger da mastigação de um predador.

No estudo, os pesquisadores colocaram lagartas em uma Arabidopsis thaliana, pequena planta semelhante à couve, e apontaram um laser em uma parte reflexiva da superfície do vegetal. Dessa forma, eles foram capazes de medir as diferentes formas em que a planta respondia à mastigação da lagarta.

Em seguida, os cientistas removeram a lagarta e apenas reproduziram gravações que fizeram das vibrações que a lagarta causava ao mastigar. Para outra planta, eles tocaram apenas o silêncio.

Depois de colocar as lagartas vivas de volta, os pesquisadores descobriram que a planta exposta aos sons produzia mais óleo de mostarda, uma substância química para afastar os bichos famintos. Heidi Appel, cientista sênior da universidade, diz:

O nosso trabalho é o primeiro exemplo de como as plantas respondem a uma vibração ecologicamente relevante. Descobrimos que as vibrações de alimentação sinalizam alterações no metabolismo das células da planta, criando mais substâncias químicas defensivas que podem repelir ataques de lagartas.

No próximo estudo, os pesquisadores planejam descobrir exatamente como as plantas conseguem detectar estas vibrações enquanto são mastigadas. Já é quase impossível criar um bom substituto para carne, e agora mais essa? Assim fica difícil ser vegano. [Science Recorder]

Foto por Anest/Shutterstock