Com o anúncio do novo iPad veio o novo chipset A5x, com gráficos quad-core mas processador dual-core. O A5x é mais potente, com certeza, mas este é um chip de próxima geração, ou apenas uma melhora nas especificações?

O AnandTech acredita que o A5x está rodando o mesmo CPU dual-core Cortex A9 de antes, mas agora tem um chip gráfico (ou GPU) quad-core PowerVR SGX543MP4, em vez do dual-core PowerVR SGX543MP2 presente no iPad 2.

A Apple diz que o A5x tem o dobro de performance gráfica que o A5 (do iPad 2), e tem quatro vezes a potência gráfica do chipset Tegra 3 da Nvidia, presente em tablets como o Asus Transformer Prime. No geral, ele tem o dobro da velocidade do Tegra 3, segundo a Apple. Ainda veremos testes independentes sobre o desempenho do A5x, mas não deve ser muita surpresa que ele supere a concorrência: ano passado foi a mesma coisa, com o A5 à frente do Tegra 2.

O que isso significa para o iPad? Obviamente, vídeos e jogos ganham com isto. E isto também garante que a bateria não sofra tanto com a nova exigência da tela Retina, com o quádruplo de pixels.

Pode não parecer uma atualização de ponta e imponente em números como o PlayStation Vita no ano passado. Mesmo assim, se o Tegra 3 – que tem doze núcleos na GPU mais quatro na CPU (e um quinto para economizar energia) – for mesmo derrotado pelo chipset da Apple, será um feito e tanto. [AnandTech]