Diz o Pedro:

 

O que Obama está dizendo é coisa diferente, um pouco mais profunda. Informação é importante para que uma democracia seja forte. Boa informação é fundamental e um povo atento é necessário para a saúde de um país. Quanto mais gente se informa, quanto mais gente se dá ao trabalho de refletir sobre a informação adquirida, melhor a qualidade de um governo democrático.

O problema não é tanto o Xbox ou o iPad. Eles entram aí como metáforas da nova realidade digital que torna a informação abundante.

A informação é muita, porém nem sempre de qualidade. Paradoxalmente, para que nos informemos bem, é preciso um esforço maior, não menor. Na internet, carece que tenhamos mais atenção. Se nos permitirmos hipnotizar pela abundância de coisas escritas e vídeos e fotos e tanto mais, a reflexão não ocorre. Nos iludimos achando que temos informação mas a realidade passou sem que a tenhamos percebido.

 

E eu vejo muito isso. Há gente achando que porque lê meia dúzia de tweets selecionados pelo seu candidato, ou de amigos que têm os mesmos interesses, está se informando. Ele está vendo pedacinhos de notícias, vídeos, sem pessoas – ou disposição de gastar seu tempo – para ajudá-lo a entender o todo. Faltam análises, reflexões. E o que isso tem a ver exatamente com os gadgets? O artigo, lá no Link, é uma boa leitura de fim do dia de domingo. [Link]