Todos temos nosso período favorito para nos dedicarmos ao trabalho; alguns ficam acordados de madrugada labutando, enquanto outros se sentem mais produtivos no fim da tarde. Mas um novo estudo sugere que nossas melhores ideias vêm quando não estamos em nosso melhor momento.

Pesquisadores têm estudado como inovação e criatividade varia com ritmos circadianos – os padrões naturais que fazem com que você esteja mais disposto pela manha ou no começo da noite – e os resultados são surpreendentes.

Muitos estudos mostraram que nós nos saímos melhor – ou pelo menos, conseguimos terminar mais coisas – durante horários de pico em nossos ritmos circadianos quando estamos mais alertas. Mas o novo estudo, por Mareike Wieth e Rose Zachs, revela que durante as pausas na produtividade nós ficamos distraídos com mais facilidade, e essas distrações podem ajudar na criatividade. A conclusão: Você tem as melhores ideias quando é menos produtivo.

Para estabelecer isso, eles fizeram a participantes da pesquisa uma mistura de perguntas analíticas e outras intuitivas. As perguntas analíticas necessitavam de um longo e tedioso trabalho para chegar à resposta; as perguntas intuitivas precisavam de um lampejo de inspiração para decifrar. O resultado? As perguntas intuitivas foram completadas com mais eficácia quando participantes estavam presos na parte mais tediosa do ritmo circadiano.

Aparentemente, estar menos focado em uma tarefa te torna mais aberto à distração, e pronto para explorar novas ideias. Então, dependendo do tipo de trabalho que estiver executando, você pode se sair melhor se mudar um pouco os seus horários. Se você está mais produtivo para trabalhar de manhã, tire vantagem isso e faça o trabalho tedioso, mecânico durante esse período. Dessa maneira, você pode usar as pausas para trabalhos mais criativos. [Thinking and Reasoning via Scientific American; Imagem: Ben Chau]