Larry Page, Singularity University
Nenhuma categoria

Quer estudar no Vale do Silício? Mobilidade em SP é o caminho

Embora o trânsito de São Paulo seja um patrimônio à imobilidade, um tributo inquestionável à arte de ficar parado por horas no mesmo lugar, chegou a hora de derrubá-lo. Eu sei que é difícil se desapegar daquela cena maravilhosa, onde a monotonia e o cheiro de fumaça da Francisco Morato ou da Rebouças criam uma sensação inesquecível de confinamento e tédio. Mas, enfim. Não adianta tratar o amontoado de carros nas marginais como o Cristo Redentor ou as igrejas de Olinda. E, para um desafio dessa monta, nada melhor do que chamar as mentes mais inovadoras do Brasil para um desafio.

A FIAP, uma das melhores faculdades de tecnologia do país, lançou a quinta edição do Call to Innovation, um concurso cultural criado em parceria com a Singularity University. Para você ter uma ideia, a Singularity University é mantida por empresas como Google, Cisco e Nokia e tem a missão ambiciosa de debater e elaborar respostas para os maios desafios da humanidade – com o que tem de mais avançado em tecnologia, hoje. Entre os ex-alunos da instituição estão Gerald Huff, diretor de inovação tecnológica do Intuit, e Michael Gillam, diretor do medical media lab da Microsoft.

“Nosso objetivo é fortalecer o empreendedorismo social e ajudar mais de 11 milhões de pessoas que tentam se movimentar na cidade de São Paulo. Os conhecimentos adquiridos no curso da Singularity University serão úteis para colocar em prática a proposta de inovação tecnológica para melhorar a mobilidade urbana, uma das maiores preocupações do cidadão que se submete diariamente a um verdadeiro sacrifício para se locomover na capital paulista”, conta a CMO (Chief Magic Officer) da FIAP, Nathalie Trutmann.

O vencedor do concurso receberá uma bolsa de estudos para o Graduate Studies Program (GSP) 2014 da Singularity University, incluindo alimentação e estadia no campus da SU, dentro das instalações da NASA Ames, na Califórnia, além das passagens de ida e volta para os EUA.  Os alunos estarão em contato com nomes como Vint Cerf, um dos inventores da internet, Dan Barry, ex-astronauta que participou de três viagens espaciais pela NASA, Ray Kurzweil, futurista e autor do best-seller “The singularity is near”, e Peter Diamandis, um dos principais empreendedores da área de voos espaciais. Larry Page, do Google, já expressou seu reconhecimento com relação à SU. “Se eu fosse um estudante, é aqui que eu gostaria de estar”, afirmou.

Além disso, o vencedor do concurso também receberá uma bolsa integral para um curso do programa de MBA da FIAP. O curso é na cidade de São Paulo, em turmas com início até março de 2015. As inscrições podem ser feitas até 16 de março de 2014 pelo site www.fiap.com.br/calltoinnovation.

Mas eu posso participar? Depende. Podem participar do Call to Innovation brasileiros ou naturalizados com mais de 18 anos, que residam no país e que sejam estudantes universitários ou já graduados em qualquer área do conhecimento. Como o curso da SU é integralmente ministrado em inglês, uma das exigências é que o participante tenha fluência no idioma. O resultado será divulgado em 4 de abril no site www.fiap.com.b/calltoinnovation.

Festival de empreendedorismo

Pelo 2º ano consecutivo, a Fiap foi classificada no chamado “Grupo de Excelência” do Ministério da Educação. Este grupo reúne as instituições com notas 5 e 4 (escala de 1 a 5), considerando o IGC (Índice Geral dos Cursos), que é o indicador de qualidade mais importante do ensino superior. Uma das marcas da faculdade é sua obsessão em espalhar o empreendedorismo tecnológico no país.

Uma prova recente é o destaque que obteve no 9º Festival de Empreendedorismo da FIESP, que aconteceu nos dias 25 e 26 de setembro. O festival é o maior acontecimento de empreendedorismo do Brasil. Realizado pelo SENAI e FIESP, reúne anualmente startups, empreendedores, executivos, universitários, freelancers, pesquisadores e muitos outros interessados na formação de novos líderes globais para disseminar a cultura empreendedora com intuído de melhorar o futuro dos negócios nos próximos anos.

Os docentes da instituição ofereceram mentoria durante o Hackathon, uma maratona de 15 horas que reuniu programadores, designers e demais profissionais ligados à tecnologia da informação a fim de criar um aplicativo gratuito de apoio aos empreendedores. Três equipes ficaram para a final, e venceu o projeto Ponto Certo, um aplicativo que auxilia o novo empreendedor a escolher o melhor ponto para iniciar o seu negócio, diminuindo o tempo e custo de pesquisa de mercado.

Viu por que o concurso da FIAP é o melhor caminho para, finalmente, colocar o trânsito no museu? Afinal, é onde todos nós queremos que ele esteja num futuro (muito!) breve.