Há alguns anos, a Christophe Claret entrou no mundo dos jogo de pulso colocando Blackjack 21 em um de seus caros relógios. Agora a empresa apresenta um modelo ainda mais complexo, que permite a até três jogadores desfrutar de um rápido jogo de pôquer Texas Hold’em.

Além de colocar um relógio dentro desta peça com 45 mm de largura, a Christophe Claret inseriu um dealer mecânico de cartas, com vários componentes para garantir que os resultados sejam sempre aleatórios.

Mas e como os três jogadores, reunidos em torno deste pequeno relógio, não verão as cartas dos outros? A empresa colocou uma série de “venezianas” com ângulo estratégico, para só você ver seu jogo.

claret poker 2

Para jogar, você pressiona os botões na lateral esquerda. A Christophe Claret explica em detalhes:

A primeira mão é distribuída pressionando o botão central na lateral esquerda… as cartas, agora embaralhadas, são exibidas em mostradores às 6 horas, 10h30 e 02h30. Um mecanismo engenhoso de venezianas em ângulo as tornam invisíveis para outros jogadores.

Após esta primeira rodada, quem pressionar o botão superior revela o “flop”, ou seja, três cartas que aparecem no lado esquerdo do mostrador. Ao pressionar o botão inferior, você revela o “turn”, uma carta à direita do mostrador. Finalmente, pressionar o mesmo botão revela o “river”, também à direita do mostrador.

Também há uma série de gongos que são acionados durante partes específicas de uma rodada. Você pode jogar por dias sem se preocupar com bateria: a empresa promete impressionantes 72 horas de autonomia para o pôquer.

ChristopheClaret_Poker_Verso_OG_1

E o jogo de azar continua na parte traseira do relógio: ela é transparente, exibindo parte do mecanismo interno, e possui uma roleta. Sacuda o relógio para ativá-la: uma seta gira até apontar para o que pode ser seu número da sorte.

Na verdade, a Christophe Claret queria lançar este modelo em 2011, só que os 655 mecanismos para lidar com as 52 cartas – algo necessário para um jogo legítimo de pôquer – precisaram de mais dois anos de desenvolvimento e refinamento.

Apenas 80 peças serão produzidas, em quatro grupos de 20 com acabamentos e cores diferentes – alguns em ouro, alguns em rubi. A empresa ainda não anunciou o preço, mas pode esperar algo tão caro quanto os relógios anteriores, que custam cerca de US$ 200.000. Saiba mais: [Christophe Claret]