A Microsoft prepara uma nova versão do Windows para este ano, e ele deve trazer duas mudanças que revertem decisões tomadas no Windows 8: o boot na área de trabalho e o botão Iniciar podem estar de volta.

Fontes dizem ao The Verge que novos builds do Windows 8.1 incluem uma opção para fazer boot direto à área de trabalho. Ela ficaria desativada por padrão, e seria ativada pelo usuário.

Há alguns dias, surgiram rumores sobre esta função: um arquivo de sistema tem, em seu código, a opção CanSuppressStartScreen (“suprimir a tela Iniciar”). Esta opção não está disponível no Windows 8, nem no Windows 8.1 que vazou em março.

Uma fonte diz à Mary Jo Foley, do ZDNet, que tudo isso é verdade. E acrescenta um detalhe: a Microsoft também estaria pensando em trazer o botão Iniciar de volta. Isto seria opcional, e ativado pelo usuário. Mas nada é definitivo: a fonte diz que, “até que [o Windows Blue] seja lançado, tudo pode mudar”.

Com o “boot to desktop”, a Microsoft poderia agradar àqueles que preferem evitar a interface Metro, mas querem aproveitar os ganhos de desempenho no Windows 8. Por outro lado, o botão Iniciar talvez seja redundante – já que ele não traria o menu Iniciar de volta – então acredito que não o veremos na versão final do Windows Blue.

O Windows 8.1 deve ser lançado no terceiro trimestre, mas esperamos por um beta público em junho, durante a conferência BUILD. [The Verge e ZDNet via Ars Technica]