O Gartner revelou seus números sobre as vendas de smartphones no último trimestre. Veja só: Android nas alturas, Symbian caindo mais rápido do que o filhão e um sutil crescimento do iOS em âmbito mundial. Tudo certo até aí, não? Nada de muito novo. O problema fica nas últimas posições da disputa: além de ter conseguido mísero 1,6% do mercado, a Microsoft conseguiu vender menos smartphones com Windows Phone 7 do que a Samsung e seus Badas, o sistema proprietário da empresa.

Os dois sequer aparecem no gráfico principal, mas o Gartner divulgou: o sistema operacional Bada, aquele que soa mais como um experimento da Samsung para novos mercados, vendeu 332 mil unidades a mais do que aparelhos com Windows Phone 7 no último trimestre. Nós sabemos que a Samsung e o Bada têm força na Ásia, principalmente na Coreia do Sul, mas, pelo amor dos meus filhinhos, como a Microsoft não consegue vender mais do que isso com um sistema tão bem comentado e presente em uma dezena de aparelhos e em vários dos principais mercados?

Nós continuamos achando que o Windows Phone 7 tem chances de dar certo: quem já mexeu em um sabe que trata-se de uma experiência nova e muito bem feita, fatores que podem ser determinantes na hora de usuários trocarem de plataforma. O problema é: eles não estão trocando de plataforma. Ou melhor, quando eles saem do Symbian ou da BlackBerry, eles vão direto para o Android (43% de todos os smartphones vendidos no mundo) ou para o iPhone (18,2% do mercado, pronto para ultrapassar o Symbian). A parceria com a Nokia pode ser um divisor de águas para o futuro do WP7, mas o tempo está correndo, e aquela enorme esperança já começa a ser substituída por uma grande porção de receio. [Gartner via Android and Me]